Neo sacerdotes colocados em cinco ouvidorias

Neo sacerdotes colocados em cinco ouvidorias

11 de Setembro, 2020 0 Por Azores Today

Neo sacerdotes colocados em cinco ouvidorias

Set 11, 2020 | Em destaque

Padres mais velhos contam com a motivação e a alegria dos seis novos colegas

Os seis novos sacerdotes, ordenados há uma semana em Ponta Delgada, começam a deslocar-se para as suas novas vidas já a partir desta semana, depois da celebração das respetivas missas novas.

Aurélio Sousa rumará ao Faial, onde a 26 de setembro tomará posse como vigário paroquial do Salão, Matriz da Horta e Flamengos.

“É uma nova oportunidade, estamos esperançosos e motivados” afirmou ao Igreja Açores o ouvidor do Faial, padre Marco Luciano Carvalho.

“A experiência com o senhor padre Nelson, que agora foi para Roma, foi para nós uma experiência muito positiva quer ao nível paroquial quer ao nível pastoral na ouvidoria, dando o seu contributo nesta equipa” adiantou ainda afirmando que a ouvidoria se sente “mais rica”.

O padre Pedro Carvalho segue rumo ao Pico, onde vai começar a sua nova vida como pároco de São João e de São Caetano e ainda do curato de Santa Margarida.

“ É com alegria que acolhemos o Pedro, e como irmãos, com o mesmo sentido e o mesmo objetivo” disse ao Igreja Açores o padre Marco Martinho. O neo sacerdote ficará com a coordenação da pastoral catequética na ilha montanha.

São Jorge é a única ouvidoria que receberá dois novos sacerdotes.

“As nossas paróquias são muito acolhedoras; estamos a preparar tudo para que se sintam bem” adiantou por seu lado o padre Manuel António das Matas.

“Vamos fazer pelo melhor para que se sintam como em casa”, frisou. “Esperamos que tenham entusiasmo próprio dos jovens, que queiram revolucionar o mundo” sublinhou.

O padre João Farias ficará como vigário paroquial na Calheta, Norte Grande e Norte Pequeno, Santo António e curatos da Caldeira e Fajã dos Vimes. O padre Sandro Costa irá paroquiar nos Rosais e em Santo António e ficará ainda no curato da Queimada.

O padre Nuno Sousa será o único a ficar na ilha Natal. Rumará à ouvidoria de Vila Franca do Campo, antiga capital da ilha. Vai servir como vigário paroquial em três paróquias: Água D´Alto, São Pedro e Matriz de São Miguel Arcanjo. Leccionará a disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica e colaborará com a Crença, jornal da paróquia da Matriz.

“Vamos ajudar-nos uns aos outros. Todas as forças e entusiasmo dentro de um contexto muito particular que é este da pandemia” referiu ao Igreja Açores o ouvidor, padre José Alfredo Borges.

Na Terceira, na ouvidoria de Angra, fica o padre Igor Oliveira que desempenhará a função de secretário pessoal do bispo diocesano e diretor do Serviço Diocesano da Catequese, Evangelização e Missão. Além disso, dá apoio às capelanias da Casa de Saude do Espirito Santo e Colégio de Santa Clara e Casa de São Francisco, assistindo espiritualmente a Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição.

“É com muita esperança que o acolhemos” refere o ouvidor cónego Ricardo Henriques. “A nossa ouvidoria precisa de sangue novo e de uma presença de igreja junto dos jovens” referiu ainda.

Para esta ouvidoria reentram os padres Teodoro Medeiros, Jorge Ferreira e Pedro Lima. Além das paróquias irão leccionar no Seminário Episcopal de Angra.

Fonte: Igreja Açores