“Urge na nossa diocese promover uma cultura vocacional”, afirma D. João Lavrador

23 de Agosto, 2020 0 Por Azores Today

“Urge na nossa diocese promover uma cultura vocacional”, afirma D. João Lavrador

Ago 23, 2020 | Manchete

Contagem decrescente para a ordenação de seis novos sacerdotes na diocese de Angra. D. João Lavrador ordenará seis jovens diáconos no dia 6 de setembro.

O bispo de Angra sublinha que “urge” na diocese “promover uma cultura vocacional” desafiando pastores, familias e comunidades numa nota pastoral no contexto da ordenação de seis presbíteros, a que vai presidir às 16h00 de 6 de setembro, na igreja de São José, em Ponta Delgada.

“Urge na nossa diocese promover uma cultura vocacional. Isto significa que em todos os batizados, em todas as famílias e em todas as comunidades cristãs está presente esta exigência de despertar a vocação que cada um dos batizados descobrirá na intimidade com Jesus de Nazaré”, escreveu D. João Lavrador.

Segundo o bispo de Angra, “exige-se de todos os que têm responsabilidades educativas” – nomeadamente na educação cristã -, tenham consciência de tudo o que fazem, “por palavras e testemunho”, deve estar “orientado para o despertar vocacional”, e também que em “todos os espaços educativos se deve cuidar do clima de interioridade, de silêncio e de contemplação”.

Na nota pastoral a propósito das ordenações presbiterais de 2020, D. João Lavrador afirma que é um “tempo de graça dado por Deus” para que cada batizado “tome consciência mais profunda da sua própria vocação e missão”.

“Não deixemos, comunidade diocesana, comunidades paroquiais e famílias, de aproveitar este acontecimento de graça para aprofundarmos o Evangelho da vocação. Pais, catequistas, animadores e responsáveis de grupos e movimentos, e sobretudo os sacerdotes, todos no mesmo sentir, edifiquemos uma comunidade diocesana em dinamismo vocacional”, desenvolveu.

D. João Lavrador, que desde que chegou à diocese, em 2015, já ordenou seis novos padres na diocese, vai presidir à ordenação de mais seis presbíteros, todos naturais de São Miguel: dois da ouvidoria de Ponta Delgada – Igor Oliveira (São Roque) e Aurélio Sousa (Sete Cidades) -, dois da ouvidoria das Capelas – Pedro Carvalho e João Farias (Santa Bárbara) -, um da ouvidoria da Povoação – Sandro Costa (Furnas) – e outro da Ribeira Grande, Nuno Pacheco de Sousa (Ribeirinha) e alunos do Seminário Episcopal de Angra.

“Apresento a minha palavra de reconhecimento pela generosidade e entrega total de cada um dos jovens que vão ser ordenados, o apreço às suas famílias e comunidades cristãs pelo acompanhamento vocacional e de gratidão ao Seminário Maior pela formação integral que lhes ministrou ao longo do curso teológico e que lhes continuará a prestar”, escreve o bispo de Angra.

D. João Lavrador lembra que o Papa Francisco, na mensagem para o dia de oração pelas vocações deste ano, propôs “quatro palavras que são igualmente quatro desafios: tribulação, gratidão, coragem e louvor”.

“O Papa ajuda a refletir com verdade as circunstâncias do mundo, da sociedade e pessoais, nas quais cada um vive e nas quais somos chamados a escutar a voz de Jesus Cristo que nos convida a segui-Lo”, explica o bispo de Angra, na nota pastoral.

“Certamente reconhecemos que se exige uma grande coragem para enfrentar as dificuldades e para confiar na palavra d’Aquele que no meio da turbulência nos chama; Os fantasmas que cada um gera em si ou que lhe são provocados pela sociedade impedem de caminhar, de avançar na realização dos sonhos que cada pessoa tem dentro de si”.

A ordenação sacerdotal dos seis diáconos da Diocese de Angra estava agendada para o dia 28 de junho mas foi adiada na sequência das restrições impostas pela pandemia do coronavírus Covid-19.

Na semana que precede a ordenação os jovens diáconos vão estar reunidos em retiro, orientado pelo seu diretor espiritual, cónego Gregório Rocha, no Convento da Esperança. Será a segunda vez que os futuros padres estarão juntos depois da interrupção lectiva presencial no contexto da pandemia. Os seis regressaram a Angra para a Missa Crismal celebrada no passado mês de junho.

Fonte: Igreja Açores