24 ativos

Diagnosticado novo caso positivo à chegada a Ponta Delgada

A Autoridade de Saúde Regional informa que, decorrentes das 1.385 análises realizadas nos dois laboratórios de referência da Região nas últimas 24 horas, foi diagnosticado um caso positivo de COVID-19 na ilha de São Miguel.
O caso diagnosticado reporta-se a um indivíduo do sexo masculino, com 55 anos de idade, residente, que desembarcou na Região a 20 de agosto proveniente de ligação aérea com o território continental, tendo realizado teste de despiste ao vírus SARS-CoV-2 à chegada e obtido resultado positivo.
O caso apresenta situação clínica estável e foram já diligenciados, pela Delegação de Saúde Concelhia, os procedimentos definidos para caso confirmado, testagem e vigilância de contactos próximos.
Assim, até ao momento, foram detetados na Região 203 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença COVID-19, verificando-se atualmente 24 casos positivos ativos, dos quais 21 na ilha de São Miguel, dois na ilha Terceira e um na ilha do Pico.
As medidas de prevenção e contenção da pandemia devem ser mantidas e reforçadas, sempre que possível, por cidadãos e organizações públicas, privadas e do setor social.
A Autoridade de Saúde Regional reitera a necessidade de serem cumpridas todas as recomendações já tornadas públicas a este propósito, em especial a de, em caso de sintomas, não procurar um Hospital ou Unidade de Saúde, mas ligar para a Linha de Saúde Açores – 808 24 60 24.

 

 

Fonte: RTP Açores (clique neste link para ver o video)

Ver também

Agravamento da situação exige “restringir ao máximo” qualquer “ocasião de contágio”, afirma presidente da CEP

Bispo de Angra pede aos católicos que cumpram regras ditadas pelas autoridades de saúde O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) disse hoje que as comunidades católicas querem “colaborar ativamente” com toda a sociedade para superar o “pico” da crise pandémica e “inverter a curva ascendente” de contágios e mortes por Covid-19. “É uma situação […] O conteúdo Agravamento da situação exige “restringir ao máximo” qualquer “ocasião de contágio”, afirma presidente da CEP aparece primeiro em Igreja Açores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *