CHEGA DE MENTIRAS!

Todos assistimos incrédulos à decisão de um tribunal no sentido de considerar ilegais as quarentenas obrigatórias, nos hotéis, para quem chegava de avião aos Açores. Curiosamente todo este ruido só surgiu no momento em que passou a ser a despesa paga pelos não residentes, que optassem por vir para os Açores. Isto deixa-me muito curioso mesmo.

O que está em causa não é a decisão do tribunal, mas sim o facto de o governo regional nunca ter tido força suficiente, junto do governo da república, para fechar os aeroportos. Um sinal claro que a nossa autonomia não passa de uma farsa.

Vasco Cordeiro tenta camuflar aos açorianos, esquivando-se de responsabilidades, algo que nunca devia ter existido: aviões e passageiros a entrarem nos Açores. Esta foi uma decisão tomada contra os açorianos, contra o governo dos Açores, curiosamente com a mesma cor política do governo da república, mesmo que finjam o contrário.

Estou farto de políticos eleitos que se fazem de coitadinhos, na minha terra aos coitadinhos damos outro nome, e que no caso concreto é mesmo isto, alguém que foi sempre o último a saber ou o último a piar.

Uma medida simples, no meu entender, bastaria que retirassem os trabalhadores açorianos do serviço activo do aeroporto, o que resultaria que o aeroporto deixasse de ter condições de funcionar.

Gostaria também de perguntar como é possivel ter uma autoridade de saúde que permite que alguém tenha se esquivado à quarentena obrigatória? Afinal andavam a brincar connosco que ficamos em casa? Ou será mesmo que não sabem o que andam a fazer a nível de saúde? Porque não estamos a ser todos testados?

Todas as medidas anunciadas hoje deviam ter sido assumidas há muito tempo. Como sempre o governo regional corre atrás do prejuízo.

Se querem continuar a fingir façam favor, mas eu não engulo esta.

Haja saúde e Chega de idiotices!

 

José Pacheco

Ver também

24 ativos

Fonte: RTP Açores (clique neste link para ver o video)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *