ùltimas Notícias

SOU ROUBADO TODOS OS DIAS!

Acabei de pagar o IVA ou parte dele. Nos outros dias bate à porta a segurança social, o pagamento por conta, o IMI, etc, etc., claro se não contarmos com as despesas escolares, alimentação, a prestação da casa, carro e outras mais.

Esta é a vida de quem trabalha por conta propria, sem ordenado fixo, férias ou subsídio de natal. É a vida de quem tenta ter as contas em dia, a muito custo, sem ajudas do estado, sem contratos milionários ou os tais “jeitos”, vivendo do que todos deviam viver: trabalhando honestamente.

O tal Estado leva-nos uma fatia importante do nosso rendimento que apenas existe porque temos mérito, criamos algo, arriscamos um pouco, sonhamos ou passamos noites acordados. Tudo isto em nome do tal de bem comum, um bem que tenho por direito próprio e outros apenas têm porque eu existo e pago impostos. Mas são estes últimos que escarnecem de mim, de ti, dos que trabalham o dia todo para levar muito pouco para casa. São eles que que nos fazem questionar se mais vale ter mérito ou ser apenas mais um alimentado por um estado que troca votos por preguiça.

Este tal de Estado recebe a sua fatia limpa e seca, mas quando me avaria o carro, o computador, ou levamos um tremendo calote, e muitas mais amarguras de quem anda nesta vida incerta, este, o Estado, vem sempre buscar o seu quinhão, sem dó, nem piedade e ai de quem se atrasar ou estiver em falta, até as cuecas lhe vão levar.

Aos outros, os tais “pobres”? Toma lá mais um cabaz do banco alimentar que uns tolos ofereceram no supermercado, mas somos nós os queridos políticos, bem pagos para o fazer, o vimos trazer a tua casa. Obrigado senhor governo que sois bom e generoso para mim e os meus que sempre votamos em ti. Triste realidade.

Mas quando vejo que um partido político como PCP que não paga IMI, não paga impostos das receitas das suas festas nem IVA dos bilhetes, como devo ficar?

 

Mas continuem a ficar todos em casa quentinhos e sossegados a gritar bem alto que o sistema está mal e corrupto. Não se preocupem que há sempre uns clientes que lá vão por o voto na mão que lhes alimenta com o vosso trabalho.

 

Agora despeço-me porque tenho de ir a correr ao supermercado comprar um arroz de melhor qualidade, não vão os tais “pobres” por no lixo se comprar um mais barato, igual ao que compro para minha casa.

 

Haja saúde meus amigos

 

José Pacheco

Ver também

Lar do Nordeste assaltado (Som)

Fonte: RTP Açores (clique neste link para ver o video)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *