ùltimas Notícias

“Sejamos Romeiros….. FIQUEMOS EM CASA!!” é o apelo do Movimento para a Semana Santa

“Sejamos Romeiros….. FIQUEMOS EM CASA!!” é o apelo do Movimento para a Semana Santa

Abr 3, 2020 | Em destaque

Últimos ranchos deveriam recolher quinta feira santa. Mas as romarias foram interrompidas e suspensas

O Presidente da Associação Movimento de Romeiros de São Miguel pede a todos os romeiros que fiquem em casa, procurando o encontro com Deus. Este ano mais de 1500 romeiros de São Miguel ficaram em casa , impedidos de se fazerem à estrada por causa das medidas sanitárias impostas pela pandemia do Covid-19.

Num texto publicado na página do Movimento na edição desta sexta feira do jornal A Crença, João Carlos Leite, lembra que esta Quaresma “estranha mas própria” impediu 33 ranchos de sair, alguns dos quais recolheriam na próxima quinta-feira da semana santa, participando ativamente no rito do Lava-pés, na Missa da Ceia do Senhor.

” Cerca de 1500 Romeiros de São Miguel, por cidadania e dever cívico a bem da saúde pública, estão a fazer a sua romaria em casa. Sem Romarias, mas com romeiros. Sem caminhadas, mas com acolhimentos vários a que a distância não impede” refere o dirigente.

” A romaria não se manifestou nas ruas, mas está a ser feita, desde casa, ao encontro do nosso único e grande Mestre, Jesus. Na insondável caridade que a oração produz”, adianta ainda lembrando que todos os romeiros estão a “aprender, nos passos do tempo, a acompanhar as agruras de tantos irmãos que sofrem”.

E prossegue: “Só com muita oração, amor ao irmão, concentração no que é importante, na promoção de atividades que elevem, na formação e ação dos nossos valores humanos e cristãos podemos concretizar os apelos que os bispos da Igreja nos fazem. Caso contrário, podemos enveredar por um certo farisaísmo: cumpridores de preceitos, mas sem doação interior e efetiva”.

Os romeiros, nos últimos anos têm procurado fazer uma caminhada de formação e informação, assumindo-se em muitas paróquias como os principais agentes de pastoral, seja na catequese, na pastoral social ou na pastoral litúrgica, animando eucaristias ao fim de semana.

“A Caridade não é uma opção entre outras: é o que nos faz romeiros e cristãos. Envolvidos socialmente, atenuando as diversas carências dos nossos irmãos, saberemos que a nossa oração é verdadeira, justa e boa” adianta ainda o dirigente no seu texto intitulado “Sejamos Romeiros… Fiquemos em Casa”.

O texto termina com uma prece: “Que as nossas Romarias Quaresmais sejam o retiro e a avaliação da nossa vida ao longo das outras cinquenta e uma semanas. Que “recarreguem as nossas baterias” para prosseguir sempre com espírito solidário, por que orante. Saibamos ser responsáveis a tão grandes dons. Que o Senhor nos abençoe e nos proteja a todos”.

Fonte: Igreja Açores

Ver também

Preço da eletricidade vai baixar nos Açores (Som)

Fonte: RTP Açores (clique neste link para ver o video)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *