Sacrário da Igreja de Santa Bárbara de Ponta Delgada vandalizado

Sacrário da Igreja de Santa Bárbara de Ponta Delgada vandalizado

Fev 12, 2020 | Manchete

Autoridades policiais já estiveram no local a recolher provas para prosseguirem investigação

O Sacrário do Altar-mor da igreja de Santa Bárbara, no concelho de Ponta Delgada, ouvidoria das Capelas, foi esta noite vandalizado e profanado, tendo sido depois encontrado numa zona de pasto atrás da casa paroquial. A porta do Sacrário estava danificada e as hóstias consagradas espalhadas pelo interior.

“Estou profundamente chocado com tudo o que aconteceu” disse ao inicio da manhã desta quarta feira ao Igreja Açores, o padre Horácio Dutra. “Se há algo que levo muito a sério é a Eucaristia e o que foi feito não tem explicação”.

A entrada na Igreja, pela zona da Sacristia, que se encontra em obras, terá sido por volta das 21h00, altura em que um dos membros da Comissão Fabriqueira passou pelo lado de fora da Igreja e verificou que as luzes estavam apagadas. Ao perceber que a porta tinha sido arrombada foram chamadas as autoridades, que tomaram conta da ocorrência e, que depois de terem dado por falta do sacrário iniciaram as buscas tendo-o encontrado nas imediações da casa paroquial.

“Tudo o que possamos dizer neste momento são suposições. As autoridades já tomaram conta da ocorrência e esta manhã a Polícia de Investigação Criminal recolheu elementos de prova. Agora resta-nos aguardar que as autoridades façam o seu trabalho”, esclareceu o sacerdote.

“O que é mais estranho, no meio de tudo isto, é que outras peças com valor material, inclusive a caixa de donativos que se encontra junto a uma zona de velas estava intacta”, acrescentou o padre Horácio Dutra.

Este ano, este é o segundo ato de vandalismo contra uma Igreja nos Açores. O primeiro foi nos primeiros dias de janeiro, na Igreja do capelo, na ilha do Faial.

Fonte: Igreja Açores

Ver também

Ponto de Situação da Autoridade de Saúde Regional dos Açores sobre o Covid-19

Há data de ontem existiam 33 casos suspeitos. Destes, 28 manifestaram resultado negativo, sendo 18 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *