Diácono Manuel Castelo morre aos 77 anos de idade

Diácono Manuel Castelo morre aos 77 anos de idade

Fev 10, 2020 | Açores

Foi chefe de protocolo na Guest House do presidente dos Estados Unidos da América

Faleceu este domingo no Hospital de Ponta Delgada, o diácono Manuel Gonçalves Castelo, natural da ilha das Flores e residente em São José, Ponta Delgada.

Com 77 anos de idade, o diácono permanente foi encontrado às primeiras horas da manhã muito debilitado tendo sido de imediato socorrido pelo INEM que, no local, tentou manobras de reanimação, transportando-o posteriormente para o hospital onde viria a ser declarado o óbito.

Ordenado diácono permanente pelo bispo de Angra D. António de Sousa Braga, em 2008, Manuel Castelo, era natural do concelho das Lajes das Flores onde nasceu a 30 de Janeiro de 1943. Filho de Francisco Mendonça Castelo e de Luisa Gonçalves Freitas Castelo, Manuel Castelo saíu das Flores, e, na sua juventude esteve vários anos na Congregação dos Paulistas. Depois de sair voluntariamente dessa congregação religiosa seguiu a sua vida normal como leigo católico inserido no mundo, vivendo a maior parte da sua vida nos Estados Unidos da América, onde foi chefe de protocolo na Guest House (residência junto à Casa Branca que acolhe presidentes e personalidades de outros países em visitas oficiais), tendo trabalhado com quatro presidentes norte americanos.

Quando regressou às origens, nas Flores, fez o Curso Superior de Ciências Religiosas à distância, através do ISCRA (Instituto de Ciências Religiosas de Aveiro – ligado à Pontifícia Universidade de Salamanca) tendo sido ordenado no dia 4 de outubro de 2008, na Matriz das Lajes. Serviu a Igreja nas Bretanhas, ilha de S. Miguel.

O seu funeral aguarda a chegada de familiares do continente e dos Estados Unidos da América pelo que só se realizará na quinta-feira na Igreja de São José, em Ponta Delgada, paróquia onde residia, às 16h00. Na sexta-feira de manhã o corpo seguirá para as Flores onde será sepultado.

Atualmente a diocese de Angra tem seis diáconos permanentes: um nas flores, três na ilha Terceira e dois em São Miguel.

(Noticia atualizada hoje, dia 10 de fevereiro, às 16h30)

Fonte: Igreja Açores

Ver também

Ponto de Situação da Autoridade de Saúde Regional dos Açores sobre o Covid-19

Há data de ontem existiam 33 casos suspeitos. Destes, 28 manifestaram resultado negativo, sendo 18 …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *