Investigadores da Universidade dos Açores querem combater uma praga ao mesmo tempo que criam uma solução para o problema dos plásticos.

 

Aguerra aos plásticos tem feito surgir alternativas biodegradáveis um pouco por todo o mundo. Em Portugal também já nasceram vários projetos neste âmbito e uma das mais recentes descobertas foi feita por investigadores da Universidade dos Açores.

De acordo a RTP Açores, o grupo encontrou na planta invasora Hedychium Gardnerianum, mais conhecida por conteira ou cana-roca, uma ótima alternativa ao plástico descartável, transformando a fibra desta planta em bioplástico.

Assim sendo, a utilização da cana-roca teria dois benefícios, criar uma solução para o problema dos plásticos descartáveis e combater uma praga que invadiu todas as ilhas do arquipélago.

Além disso, os artigos feitos deste material decompõem-se no prazo máximo de 90 dias e podem ainda servir de adubo.

Os investigadores já fizeram protótipos de copos, pratos e tigelas com fibra extraída desta planta invasora. Contudo, apesar de a ciência já ter feito o seu papel, para que este produto possa entrar no mercado é ainda necessário articular vários elementos com a indústria.

 

Fonte: País ao Minuto

Deixar uma resposta