ùltimas Notícias

Câmara de Ponta Delgada assinala Dia da Restauração da Independência Nacional de 1640 em parceria com a SHIP

A Câmara Municipal de Ponta Delgada, em parceria com a Delegação da SHIP (Sociedade Histórica da Independência de Portugal) nos Açores, vai assinalar na Região o Dia da Restauração da Independência Nacional de 1640. A cerimónia terá lugar domingo, 1 de dezembro, a partir das 17h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.
Na cerimónia usarão da palavra o Presidente do Mnicípio, José Manuel Bolieiro, e o Delegado da SHIP nos Açores, Eduardo Ferraz da Rosa, cabendo este ano ao Embaixador Pedro Catarino, a convite da SHIP, proferir a respetiva Conferência Evocativa, que abordará o tema “O Papel da Diplomacia na Defesa dos Interesses do Estado”.
A SHIP, cuja Delegação Oficial nos Açores é dirigida desde 2001 pelo seu Sócio de Mérito, o professor universitário, investigador e ex-representante dos Açores no Conselho Nacional de Educação, Eduardo Ferraz da Rosa, está tradicionalmente ligada à organização e coordenação de iniciativas e parcerias institucionais de formação e divulgação histórico-cultural, científica, literária e artística.
A sociedade promove igualmente cerimónias cívicas nacionais e regionais, nomeadamente as Comemorações do 1.º de Dezembro e outras Efemérides de alto significado na História e na Cultura Portuguesas, nas quais os Açores e os açorianos desempenharam importantes e decisivos papéis.
Fundada em 1861, com sede em Lisboa, no Palácio da Independência, esta sociedade histórica de cultura e educação, visa a defesa da Identidade e da Independência de Portugal. É Pessoa Coletiva de Utilidade Pública (desde 1987), Grande Oficial da Ordem Militar de Cristo, Medalha de Mérito Municipal (Grau Ouro) da Câmara de Lisboa, e Membro Honorário da Ordem do Infante.
Relativamente ao orador convidado, o Embaixador Pedro Catarino nasceu em Lisboa em 1941, sendo Representante da República na Região Autónoma dos Açores desde 2011. Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (1963), iniciou a sua carreira diplomática no ano seguinte, tendo trabalhado sucessivamente em diversas Embaixadas, Missões e Delegações de Portugal (Pretória, Nações Unidas e NATO).
Cônsul-Geral em Hong Kong (1979-82), Representante Permanente de Portugal junto das Nações Unidas (Nova Iorque, 1992-96), Embaixador em Pequim e Embaixador não residente em Ulan Bator e Pyongyang (1997-2002), Pedro Catarino, como Funcionário Civil internacional e Conselheiro, execeu ainda altos cargos e responsabilidades na área da Defesa, Operações, Exercícios e Gestão de Crises junto da Aliança Atlântica, tendo servido diretamente, entre 1983 e 1989, sob a direção de três Secretários Gerais da NATO (Joseph Luns, Lord Carrington e Manfred Woerner).
De 1989 a 1992, Pedro Catarino foi Chefe da parte portuguesa no Grupo de Ligação Conjunto sobre o futuro de Macau e Presidente da Comissão Interministerial sobre Macau, chefiando concomitantemente a Delegação Portuguesa para a Negociação do Acordo das Lajes e de um novo Acordo de Cooperação e Defesa entre Portugal e os Estados Unidos. Foi ainda Presidente da Comissão Interministerial sobre as relações político-militares entre Portugal e os Estados Unidos. Depois, também durante o último período da sua carreira diplomática (2009-2010), Portugal conseguiu a presidência da 50.ª Assembleia-Geral das Nações Unidas e ganhou a eleição um lugar no Conselho de Segurança da ONU como membro não permanente para o biénio 1997-98.
Na sua longa e prestigiada carreira diplomática contam-se ainda a sua ação na condução das conversações entre Portugal e a Indonésia sobre a questão de Timor Leste, o desempenho do cargo de Embaixador de Portugal em Washington (2002-2006), e a presidência da Delegação da República Portuguesa na Comissão Paritária da Concordata (2007-2011).

 

Fonte: C. M. de Ponta Delgada

Ver também

Tradição a manter

Fonte: RTP Açores (clique neste link para ver o video)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *