Comissão Diocesana de prevenção e acompanhamento de casos de abusos de menores nos Açores reúne pela primeira vez

Nov 2, 2019 | Manchete

Grupo de trabalho composto por 11 elementos- cinco da Terceira, três de São Miguel e dois do Faial e assistidos por um sacerdote- está a definir metodologia de trabalho

É a primeira vez que a Comissão Diocesana de Prevenção e Acompanhamento de Casos de Abusos de Menores nos Açores reúne depois de uma primeira reunião informal de apresentação dos seus membros.

Esta terça feira, o grupo de trabalho composto por 11 elementos, um deles sacerdote- o Pe. José Júlio Rocha- reuniu em Angra para refletir em conjunto sobre os documentos do Vaticano e da Conferência Episcopal Portuguesa a propósito do abuso de menores e para definir metodologias de trabalhado, adiantou ao Igreja Açores a coordenadora Lina Mendes.

A comissão, que foi criada pelo bispo de Angra, visa a prevenção da ocorrência de abusos sexuais de menores por parte do clero e, por outro lado, o apoio às vitimias “que merecem todo o nosso cuidado” adiantou ainda a coordenadora deste grupo de trabalho recém nomeado pelo bispo de Angra. A Comissão vai ter um endereço eletrónico para a colher sugestões e denuncias e, numa primeira fase articular-se-à com outras comissões, nomeadamente a do Patriarcado de Lisboa.

A comissão está a organizar-se em termos metodológicos para atuar e ter uma ação verdadeiramente válida para que acasos que eventualmente possam vir a sugir

Fa<zem parte desta comissão: Lúcia Espínola (Jurista); Professor Alexandre Simões (Psiclogia), Luis Cabral (Médico), Francisco Lima (diácono); Maria do Céu Patrão Neves (Eticista), Maria Sameiro Amaral (Jurista), António Rocha (Diácono) e Maria de Fátima Pinto e Helena Sequeira e O Pe. José Júlio Rocha.

Fonte: Igreja Açores

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here