A Escola Francisco Carreiro da Costa, situada na Praça de Nossa Senhora da Graça, cidade de Lagoa, irá acolher, no dia 26 de outubro, a partir das 18h30, o 7º Festival de Sopas da Lagoa, numa organização do Centro Sociocultural de São Pedro, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lagoa.

Esta iniciativa, à semelhança dos anos anteriores, tem com principal objetivo angariar fundos para aquela instituição de cariz social, com o objetivo de dar continuidade à sua missão de auxiliar e prestar apoio aos mais desfavorecidos, através de missões que contam com a colaboração de algumas instituições e munícipes lagoenses.

Os interessados poderão saborear cerca de 30 sopas durante este festival, contribuindo com o simbólico preço de 5 euros por pessoa, nesta causa que é solidária. De lembrar que, o Centro Sociocultural de São Pedro atua, diariamente, na luta contra a pobreza e no combate à exclusão social, em prol dos mais desfavorecidos e do desenvolvimento da Lagoa.

Para a edilidade lagoense, esta é uma iniciativa que já ganhou renome no concelho, sendo um momento aguardado por numerosas pessoas que se deslocam à Lagoa propositadamente para apreciar e degustar diversos sabores. Este ano, o festival decorre um pouco mais cedo do que o habitual. O ano passado teve lugar a 1 de dezembro. Sopa de carne, peixe, legumes, bacalhau, são algumas das sopas em destaque nesta 7ª edição, onde muitas outras irão constituir novidade.

O Centro Sociocultural de São Pedro é uma instituição particular de solidariedade social, sem fins lucrativos, de natureza associativa, com sede na freguesia de Nossa Senhora do Rosário. É constituído por cinco valências, nomeadamente um Centro de Atividades de Ocupação de Tempos Livres; um Centro de Formação Sócio – Familiar; um Centro de Apoio Domiciliário; um Centro de Dia / Convívio para idosos e um Centro de Acompanhamento e Apoio Psicossocial.

 

Fonte: Câmara Municipal de Lagoa – Açores

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here