Bolieiro lembra que combate à pobreza e às desigualdades sociais exige responsabilidade coletiva

Bolieiro lembra que combate à pobreza e às desigualdades sociais exige responsabilidade coletiva

17 de Outubro, 2019 0 Por Azores Today

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada alertou, esta manhã, que “não se pode deixar de desassossegar os que se manifestam indiferentes com o que acontece na nossa vizinhança”, referindo-se a situações como as dos sem abrigo, de carência económica, de falta de dignidade humana, de violência e de dependências.
No entender de José Manuel Bolieiro, no combate à pobreza e às desigualdades sociais, “é preciso ter uma perspetiva coletiva de inclusão social”, “uma estratégia que privilegie as parcerias públicas e privadas e a criação de sinergias” e “o cuidado de olhar as situações caso a caso, pessoa a pessoa no seu contexto”.
“É indiscutível que o ser racional para além de viver a sua vida, saiba conduzir a sua existência”, sustentou o edil na sessão de abertura do conferência internacional “Inovação Social na Intervenção com População Sem Abrigo", com a convicção de que “com pequenas coisas podemos elevar a dignidade da pessoa” e “contribuir para o projeto de vida de cada um”.
O Município de Ponta Delgada tem nas suas políticas de desenvolvimento social, em parceria com diversas entidades públicas e privadas, com destaque para as Juntas de Freguesia, procurado as soluções para o flagelo que é a pobreza e os sem abrigo e, através da Casa dos Manais, trabalhado para dotar os sem abrigo de ferramentas necessárias para a inclusão social através de “pequenas coisas” como o despertar o sentimento de utilidade, o proporcionar a descoberta de vocações e o fomentar a esperança. Ademais, criou um espaço condigno para cuidarem da sua higiene, alimentação e onde têm, por exemplo, acesso às tecnologias de informações, permitindo, sobretudo no caso dos repatriados, o contacto via skype com os seus familiares.
Hoje, Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, a Câmara Municipal de Ponta Delgada promoveu uma conferência internacional subordinada ao tema “Inovação Social na Intervenção com População Sem Abrigo".
Reuniu dezenas de entidades, dirigentes e técnicos, marcando a agenda pública e permitindo conhecer o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido e a troca de opiniões e experiências e constituindo-se como uma oportunidade de glolocalização.
Na ocasião, o Presidente do Município agradeceu a todos “os que dão de si antes de pensarem em si para ajudar a combater a indiferença perante fenómenos sociais de carência” e congratulou-se com a adesão ao evento.
Na sessão de abertura estiveram também o Embaixador Pedro Catarino, Representante da República para os Açores, e o Diretor Regional da Solidariedade Social.
Recorde-se que o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza foi comemorado oficialmente pela primeira vez em 1992, com o objetivo de alertar a população para a necessidade de defender um direito básico do ser humano. No ano 2000, 193 países membros das Nações Unidas e várias organizações internacionais definiram a erradicação da pobreza e da fome como um dos oito objetivos de desenvolvimento do milénio.

Press1Fonte: C. M. de Ponta Delgada