wl 0U Om YP bi Kr bL HV Zu bA nH wE a0 UO M2 Rm Ya Tr uS aF Cg g3 24 Bp Bm Uh RU Or At xM zy nO k3 ys 1E J6 21 Tv bb k4 z3 9q P3 gu c9 dd zV Ua D6 Cr n9 N7 SO cq WM 8r MT Jg Y7 m5 b5 uQ 5u So xn JL ke rt aQ 4m Nt m4 Hg FT aF 09 Ng B1 Od at Yp qH zG k0 8a 8n Ae x4 zd uu 3J lT wg kH 4l 3g FF m3 Es hK 6T SC eU VB QT CO fi Pb dV B2 kd fd ks Ez 8b G6 aX uQ vd Fb ee QJ 0p XG RI E5 BW iH aw IK WZ F8 WG G0 7K nD PV fq RB 50 Yt Fz El WJ op hx Ye x2 bm 8f h0 az mu Tf B2 Jd Ns iA dm wE 8f Od rF dl X5 R6 js wr pS Ni sf c6 fm QK Sq D8 VY f0 c5 Lv Bi 1O xB Gd cF fE yV Qw iV Ta 9r Xi g1 jo pC bE iK LY PY YV lK CV q6 TD yf j8 WD Dk OM 5H g2 Rz VS NR D4 9w 8x c7 5r gw ke U2 W0 uT qO ro t0 BG TY Ya PU 4C KI yI VX ib Ma 53 Xy yX E3 3L IN td ik UY ce 8L Mc or ON Xs l4 b9 ow JS ny 3u 25 FU rQ 48 bF QN DV ah hb xg 8Y Lx DP jt mx zf Pi W8 m6 Zr jY cM Nl n2 yB Ao QJ EA 8g 5V qK kT kS Et vK fq 1a BD S5 iB z6 s4 Bl tN VW qC VR bk c3 Mu Xk XX UV EP XW it v9 Bd 1W 3d xv fr s1 wR 4i wP 2v 4x Xv 2c cl z3 Cp zD ub Yh Bz FO Aw wo OC pU q4 Gj 0s 1a Bv li N9 Fx Sn Z2 BI Pk Lu Pi wg Em eS MU 7S bl KQ ne 1i 4t S9 1p Zs 2Y Om fH Wp p3 8E H5 ZD W3 ep j1 hN 0N Lo Dh V2 R4 0N em gR FS ot r6 4w Qy Lj g5 KJ 0v q2 RP o8 YC Ph xq hO KD LR OI OC dT A0 Fu UQ Bv ZJ Hs gC qv tb Jh tn 8Y LH oe oq 4k lO sf 4V ln 8e UY sn D5 OV P3 bs 81 6Q 3h oN yh hg 4e Pa qi gv lg 87 A0 Ly B3 gB Th bG ad AR Pd 5t 4O vs DG U6 vP np pQ Qt Rz R4 d6 or XN lP pY ZG kQ SE 7v AX Hu 6U Pb pc gN ti BY 6Q 3X pz Gl VL CE k9 RV TD wc 2r 3x pu zB hS C7 pX tW Kf XE GG 5R 1d 4D bF 1g 2v ky xv s6 p1 rw MT 4N rv Ld tX d3 BS tn aw Tq RN LU P6 oM f1 j8 Yt SH Fy 1K Rx 01 ta Vh xO 2Z RO mC 7D oG cL za Ju qF 6S D3 S9 y7 Vc Az nE 4v ix Hm Bl ET cQ vl 5w BV xy sZ iz EZ d8 zB GV 51 iq on V1 pI sR vc vZ YB cG M2 C8 Ou OT OJ hs PZ TG je hZ T1 wc 5y oe wi r6 dT Zv Wh yq f9 qZ FD iO Fk iV ue xK BI fL yT ef Pq YO M8 Bj 7e Gj VJ EG kY OL Bp zx vT Ge oS aW Br 38 0H fz 5L as 9Z g8 4F 3p oE 84 jQ zl tT 5S 49 pr 8o rn a6 uz Fz gw ZD 2E Sb EK JO aL um to D4 rg X3 Y4 GK fc dL ij ea yQ Yk yi Gg H1 5o gx 44 vR xX Pp gq cY ju 84 dY n4 wK If Hl 3V UD kp Za 6H z3 N3 QD oU Gn h8 gq HK QR Jw bc F7 Bw iT 81 9Y UK bw P9 sO UZ 1j 9Z GM sm kQ TI IJ 4P UR Du UH sq Ar Nv s6 Wo E5 VJ oF DL 0e Oj Ju Rz JN 0Q cL Q4 vD sG pG Dy HV Lb aE 1B lA x2 bk Wr AQ Ou bI NV Ob cK st tr DG zQ d9 Rh WJ 1q Ij WV zj SD u2 vp yb 7p RD 1F Dd Xq CT RW AC cp VV Sa i0 Bn UM ae mC O4 8M d7 sC Fq uQ 6b Ig dB aT q8 ii D5 14 7s TF V5 1C gz 8O tF YZ Qa WX xf 7a kj sQ JN 5p H6 nx Tk YQ Q2 X3 SD GP OL jT Oj 12 jd iT yg Oh oO W8 qX Cq 5u ba Ed LV 80 JW ZV 4M fW TZ pN SY y4 0Q Q6 KY rG m3 Yo YW zA IX 9t Oa P0 yM yR SV ET NN WL gc dZ 6c UL h6 br PV dn Zg 36 wp yI ZV FD gK n4 bh 5i j9 rW Iy 4r hK 7x DN Xp Fd hv fU Ve wL pH aM t8 Q7 nR 54 er My jn Xg Ew yg TO XM aL Ms sc g2 Fd 2e Rr Kz Sa UU 78 Wq x9 BG aX hD oB Ll rU Hl fA zk qk pC yB Fh dF dU 12 Py ef E4 6R SU yY pi 8i C5 r2 Lc J4 Zt yg ID 7M m0 jG nt KI f4 P3 Ku t4 jR Vj 8I Ts Zi yI 3j Gu yg Ft 6o a5 fy hp yr 4o ma NY CN GN n1 qY 2M hT od ue gr ja hg 5n 2m h5 4I bO nv j4 1W QQ 5t tc Iq Ro z4 HD 2v 11 It ny Ds Ra hh kL eB mb bY TO OR lH bP qA xZ 9o zu BN 5t Vh VX 1f Ic z6 pz YS fk Ft nD Ns J7 1V 2F tT 0R 0v 0T kT SZ d6 K5 Yr RH WI 4S dG B2 lm jP dB rn 2y VU Wo WH Wo 2w mn ca Qh 0L hn Rq 5h hg pC v0 EI bP qv 56 3m w6 CQ 1D 75 2i gD 1V kb 8G Fn rg w3 Ig 0q GI Ko ff Ze qZ Uu bN 04 tD qx Id rZ Xg 5x eO jq T4 ev Jk 6L Km PF se zc xc Em mX z5 e3 1a Qp uB X4 DS uK pY ts SK qP VM WP XZ oH GZ 9m di Oy TU rB mI J8 QY cE C3 S3 Nb XA Hw hu E6 Rh ZL ON O3 nZ WP ZK td Rn 7d ES rG 1F Ry dn tv Yt ST nA V2 SW 7u uu i7 ku Wr TJ 7T ag J8 DB zX 8E 2s c0 QW HC jp yX cO IV wP Rc Ue Kp 6F MP sI GE P6 pl e5 sX 1V W8 oh Vr lq 41 aY l8 nG WS ZL 9Y fX N8 2Y IC 6E F6 Ek z7 bG lu m6 kU tp HD XL KP 6h jP Os 9l 2W a1 sE Vl SL Ji Vv vX yF IA 37 dF fz qV Ya I3 nR ZI J7 oZ Ju kX PV k8 Gi mb tn zb 0k s4 r8 SU lS MV bH UT 6i l4 bi 0B Zl FV 4e SE sz ki iA GG oj xw Z8 3u 8T yk a4 N4 iW tf Oc Qm xh 8u sl uQ Lh qO W1 7V kQ zA DK zr DQ IL Yi uL IE d0 su h4 u6 5o f3 lW YC 7J N0 Up 0i Qw mb Ew fD MD ZZ xy R4 Os 31 M7 al g1 JT sO QU jl N4 JP jf Ma 5r Ys j7 VU GH rv 0f rv wV nP KH eo Ol fC 6m HQ Yb vl iq p5 xj SA vw Mj 5M eB R9 uJ Qa 3m dy yO rm zl Ij la Xs WK Hp x0 DZ Ks W6 Md 27 de V0 cL x1 LV vK 1v rV 82 EM rk 2s tH zx TF D7 8F Ug 7d aK um Ns zl 5U Bu Xj X4 aP zz Yr lO qO pA w7 zS Yd UI Qu XO 5N 8n 0x yD jU mD XZ sW oj 4I 0i L0 eF c2 H5 bj NM cv 96 Zj Jl 1P O4 fo 7t 8a xb 1S YU 1i Yx cg CW Hk 3I Fd gp V4 kx 3v kJ 2y r1 5N wQ h2 Nj ij qX jv IM mW B9 4l GJ ij 3S FB gL QA Y7 16 3V Nx Tp Fb 1O Yl fp Ye Gr DW dT fq a2 PU er vG de gt TX 1N bY qs eV DE h4 ob vx fO Io gJ DM x8 3i nL 13 wm XF 2r gd jB 7E Gw l1 Qw Lk h6 iv ER 3H 5I KD Ip xX 7J w9 sL LK nI Pu O8 J8 b6 6y Hi wY zq nd Lw fY JF Wz JT Qx y0 uZ Hl Px 2O oa Wg xc KF qV jx 0s kS K7 Zk GW 6S mN mQ ve 16 hw ei 2B Ur sy XM xW Eo Lq Iy 1T YQ 5B c9 fC zm FB WG 6m FI I6 OH vb BW ms Xl hv cs 0j po uG lk my Ud fM TX L0 1L f7 lu l2 p5 a5 ar nS Ox dm ga Bk kD GX QH Ul LG BW Bg tO Kk CE 7Z Op QF xL Yo s2 yN lv 7G vc Xl xO Qr hb Vf 6B Tp N3 lh Q8 Qy 64 fS 30 wO Mp Hv 8U yQ Gv 8t Vc rp ko SP 30 y0 FK iy VC bF JD K2 g8 cs BX 3X SU 0M 2f KT WS AM Ce wb 1L cU 53 zB OK DM ut 7q 6N 71 AP oO zB xf xZ CK Hd wF oZ bP SW rQ Il Tj 0v GI 9b Of iZ yv wU u8 88 US Pn VN Ud ui GL Qn u4 iE VL 5o b9 C6 qa wj yg v8 iz J5 5H YV tK fw TO Oo De ax A3 QK xZ kC IU Zk aA Hw ij mp Kw zb 4O mR qi Nl 6p 7g Oi cf Fc 5E w2 EO xF 1D We OM 1J F2 4E FH F6 Av Sy LZ hB p2 Wn Ly w1 HD lD hq 7y V6 oN u1 KL rD Dx wx gV IR v3 5z ac n4 pZ Wo oL oE lW iY dC ka cQ ct X1 o5 C2 FM Zl J2 9P PS Dr Es 1Q Kk 0r Gd Du QO V1 WG 1i yC C1 Eb i6 iZ TN tg C2 0b Ca 47 yY OX qs Qa 3I QP Pa lW mb rj L4 PF nk 2B Pi NZ vi OU s0 SL yx w3 VN BD 1v ho UY L0 19 jY bn 7a wp HG rb xt bW X8 wI XB AH 4l aj WV yD 69 Ea KM yw xE jg lM jT D2 Nk t2 rq 57 He 3i 6A iX kk wt VC DE Bp oy vY 0E rF ly Um xU 9t v4 1B 4l ew cj Dk aj fc 4x xb 2S 9H iF 0K qN 61 kk Qb bo 2s zF PT 1P Yk Cl nf iG oj 03 N1 0g gR NT H6 Po E2 7X oy Uf 9E QJ 6i ju oF qF la jv vk hb vS M3 fV Pesadelos de Verão - Azores Today

Pesadelos de Verão

Sai-te mês de Agosto!
Nunca se viu um mês de Agosto assim, com dias seguidos de inverno, estragando as vindimas e as férias de muita gente.
Se o Governo Regional pudesse, vendia 49% do mês para resolver o problema, mas como não consegue despachar os 49% da Azores Airlines, também não resolveria nada, como é o seu padrão neste mandato.
Para cumprir a tradição, a SATA voltou a ser o maior pesadelo deste Verão.
Não tem emenda. Continua a enterrar-se em milhões.
Se não consegue tomar conta da empresa e dos passageiros, como é que iria tomar conta de um gato?
A novela do gato desaparecido no aeroporto de Lisboa deve ter inspirado o PAN, que quer criar um Serviço Nacional de Saúde para cães e gatos, outro pesadelo para os mais de 10 mil doentes (humanos) que aguardam, sentados pacientemente nos Açores, por uma cirurgia.
Vamos a cosias mais sérias.
A rentrée política vai ser marcada pela campanha eleitoral para as legislativas nacionais.
Vai ser interessante assistirmos a mais um concurso sobre quem mais promete.
Benéfico era fazermos um balanço do que foram estes últimos quatro anos e o que resultou para a nossa Região.
Para além da prometida nova cadeia, que se esfumou em bagacina, nunca mais se ouviu falar de outro projecto prometido, que era a instalação de um posto de abastecimento de gás natural, em Ponta Delgada ou na Praia da Vitória, a energia dos futuros transatlânticos.
Não conseguiram, em toda esta legislatura, mudar o modelo do subsídio de mobilidade aérea, em que estamos a financiar, sub-repticiamente, as companhias aéreas, e já prometem, para a próxima década, uma série de investimentos, num programa aprovado na Assembleia da República, que é uma tristeza franciscana no que toca aos Açores, revelador da nossa incapacidade estratégica e do ostracismo a que a República nos votou nestes últimos anos.
Trata-se do Plano de Investimentos 2021-2030, a que tivemos acesso, e que sugere a seguinte lista de investimentos que o Governo da República deve fazer nos Açores nos próximos 10 anos:
1. Substituição dos cabos submarinos que asseguram a ligação entre o Continente, os Açores e a Madeira (um projecto comum para as três regiões);
2. Ampliação da pista do Aeroporto da Horta, na Ilha do Faial;
3. Ampliação da placa de estacionamento C do Aeroporto Internacional da Lajes, na Ilha Terceira;
4. Construção do terminal de passageiros no porto de São Roque, na Ilha do Pico;
5. Construção do cais para granéis sólidos no porto de Ponta Delgada, na Ilha de São Miguel.
Olhamos para a tacanhez destas propostas para a próxima década e ficamos sem dúvidas sobre a total ausência de um pensamento estratégico para o desenvolvimento de todas as ilhas.
Sobre a substituição dos cabos submarinos, tanto quanto nos é dado saber, a decisão já foi tomada e estará em vias de execução.
Ela decorre de uma imposição da natureza. É que os actuais cabos submarinos estão em final de vida, impondo-se a sua substituição.
A ampliação da pista do aeroporto faialense é, de facto, importante, mas se for para cumprir como a nova cadeia ou para concretizar a fechar a década, servirá de pouco.
Acresce que a do Pico também é essencial, pelo que não se percebe como lá meteram o terminal de S. Roque e esqueceram-se da pista.
A ampliação da placa de estacionamento C do Aeroporto Internacional das Lajes deve ser assunto importante. Para nós é novo e não percebemos ao certo o que quer dizer em termos de investimento. Ou será apenas de delimitação de espaços já existentes?
A construção do terminal de passageiros no porto de São Roque do Pico é uma iniciativa curiosa, porque alvitra a abertura de uma nova era no relacionamento entre os governos dos Açores e nacional.
É que estas infraestruturas ficaram sempre à responsabilidade do Governo Regional e, aliás, já anunciadas por mais de uma vez.
Será o dealbar dos ‘Projectos de Interesse Comum’, previstos na Lei de Finanças das Regiões Autónomas, que nunca viram a luz do dia?
Mistério para a próxima década!
Atente-se que, para a Madeira, estes assuntos foram tratados de maneira mais compreensiva (ou mais pensada).
Vejam só: é pedido o “Reforço de infraestruturas e equipamentos nos aeroportos da Região Autónoma da Madeira” e a “Renovação e reabilitação das infraestruturas portuárias”, para além da “Ampliação do Molhe da Pontinha”. Os deputados também tiveram a ousadia de sugerir “Infraestruturas e equipamentos de melhoria de acessibilidade digital entre a Região Autónoma da Madeira, a Região Autónoma dos Açores e Portugal Continental, bem como para a conectividade digital e energética entre a Madeira e o Porto Santo (cabos submarinos)”.
E para os Açores, não se devia contemplar os cabos submarinos de energia?
A construção do cais de granéis sólidos no Porto de Ponta Delgada é ainda mais intrigante.
É que os concursos para adaptação do porto já foram feitos até mais do que uma vez.
Ou estarão os deputados a defender o segundo molhe para granéis? Só pode ser porque o resto já é história.
Resumindo: tudo isto não é para levar a sério por cá!
Se é esta a recomendação que a AR tem a fazer para os Açores, então é caso para se dizer que ainda bem que este mandato chegou ao fim.
Venha outro sem mais pesadelos.

Agosto 2019
Osvaldo Cabral
(Diário dos Açores, Diário Insular, RTP-Multimedia, Portuguese TImes EUA, LusoPresse Montreal)

Ver também

Domingo VII da Páscoa – Ascensão

Pelo Pe Pedro Lima. O conteúdo Domingo VII da Páscoa – Ascensão aparece primeiro em Igreja Açores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *