Mudança da Bandeira do Divino Espírito Santo juntou largas centenas de pessoas em Ponta Delgada

Largas centenas de pessoas assistiram esta noite à Mudança da Bandeira do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada do Centro Municipal de Cultura para os Paços do Concelho.
A Mudança é um dos momentos mais importantes destas festas organizadas pela Câmara Municipal há 16 anos, contando este ano, e como habitualmente, com a participação da Banda Minerva dos Ginetes e dos vários agrupamentos de escuteiros, estes últimos imprescindíveis na preparação destas festividades religiosas e profanas que já se transformaram num evento âncora de grande relevância para o concelho de Ponta Delgada em particular e para a ilha de São Miguel em geral.
Incorporaram a Mudança da Bandeira várias pessoas que, como habitualmente, aproveitaram a oportunidade para prestar a sua homenagem e manifestar a fé no Divino Espírito Santo.
O Presidente da Câmara de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, trouxe a Bandeira até ao Quarto do Espírito Santo, como sempre criado de raiz por Durval Viveiros, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.
À chegada da Bandeira ao edifício da Câmara, a Banda Minerva tocou o hino do Espírito Santo, na Praça do Município, local onde também se realizou o já habitual desfile da Charanga dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada.

Centenas visitam Quarto do Espírito Santo

Uma vez colocada a Bandeira no Quarto do Espírito Santo, as largas centenas de pessoas que se concentravam na Praça do Município a aguardar a chegada da Bandeira começaram a dirigir-se ao Quarto do Espírito Santo – aquele espaço único que marca a religiosidade e a identidade do nosso povo e que é sempre preparado e decorado para receber os símbolos máximos do Divino.
No Quarto estão representadas as 24 freguesias e os inúmeros Impérios do concelho, através de 76 coroas e 89 bandeiras, as quais integrarão a Coroação de domingo.

Massa sovada de São José vence concurso

No edifício dos Paços do Concelho, decorreu o já tradicional concurso de massa sovada, que teve como juízes membros da Confraria de Gastrónomos dos Açores. Foram submetidos a concurso 21 bolos e a massa vencedora foi a da freguesia de São José. A segunda classificada foi a apresentada pela Fajã de Baixo e a terceira a de Santa Clara.
Procedeu-se, ainda esta sexta-feira à noite, à Bênção da Despensa do Espírito Santo, pelo pároco da Igreja Matriz de São Sebastião, Padre Nemésio Medeiros, e à arrematação da massa sovada e do pão.
Os quiosques de Solidariedade Social e do Bazar de Artesanato dos centros de convívio de Ponta Delgada, no Largo da Matriz, e a tenda de Alenquer, que mostra as tradições seculares do Divino Espírito Santo desta cidade do distrito de Lisboa, no lado norte da Matriz, mantiveram-se abertas durante o a noite, o que de resto se repete sábado e domingo, das 20h00 às 00h00.
Nos espaços de artesanato estão nove Centros de Convívio de Idosos do concelho, nomeadamente das freguesias de Covoada, Ginetes, Pilar, Santa Barbara, São Vicente Ferreira, Livramento, São Roque, São Sebastião e Santa Clara.
Os Quiosques de Solidariedade Social contam com a participação do Projeto de Inclusão Social "Casa Manaias", Associação Alternativa, Associação ARRISCA e Associação de Autismo.
O arraial no Coreto das Portas da Cidade esteve a cargo da Banda Minerva, dos Ginetes.
Todos os momentos desta sexta-feira da XVI edição das Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada contaram com a presença de milhares de pessoas, entre as quais muitos emigrantes e turistas.

068a0323Fonte: C. M. de Ponta Delgada

Ver também

Armadores das Regiões Ultraperiféricas querem mais apoios à renovação da frota (Som)

Fonte: RTP Açores (clique neste link para ver o video)

Deixar uma resposta