Secretariado diocesano do Movimento de Cursilhos de Cristandade vai ter novos dirigentes

Secretariado diocesano do Movimento de Cursilhos de Cristandade vai ter novos dirigentes

30 de Junho, 2019 0 Por Azores Today

Secretariado diocesano do Movimento de Cursilhos de Cristandade vai ter novos dirigentes

Jun 29, 2019 | Em destaque

O MCC na Terceira volta a ser presidido por uma mulher

Gina Barcelos sucede a Telmo Sequeira que ao fim de três anos deixa o Secretariado Diocesano do Movimento dos Cursilhos de Cristandade( MCC), na ilha Terceira.

“Foram três anos difíceis por várias vicissitudes” adianta mas o balanço “só pode ser positivo” na medida em que “conseguimos inverter um mau começo”, refere em declarações ao programa de rádio Igreja Açores que vai para o ar este domingo, depois do meio dia no Rádio Clube de Angra e Antena 1 Açores.

“Começamos mal, num ano em que não houve cursilhos na Terceira, em que ficámos sem poder usar a nossa sede e não tínhamos o Solar de Santa Catarina para os retiros”. Mas “demos a volta e o que mais me agradou foi termos voltado a semear o movimento no Pico”, adianta ainda lembrando que este ano realizou-se um Cursilho na ilha Montanha, realidade que já não acontecia há mais de duas décadas.

O até agora responsável pelo Movimento dos Cursilhos de Cristandade, um dos mais antigos e mobilizadores da diocese, que há mais de meio século chegou aos Açores, na hora da saída deixa, no entanto, um apelo: “precisamos de um diretor espiritual a tempo inteiro. O Movimento é de leigos para leigos mas não dispensar a presença permanente de um sacerdote”, refere. A nomeação de um assistente só será conhecida quando forem feitas as nomeações para o novo ano pastoral.

O MCC nasceu na ilha de Maiorca, em Espanha, na década de 40, pela mão de Eduardo Bonnín Aguiló.

O primeiro Cursilho da história celebrou-se em Cala Figuera de Santanyí, em Maiorca, de 19 a 22 de Agosto de 1944, usando como base o “Estudo do Ambiente” de Eduardo Bonnín que atuou com reitor levando consigo como dirigentes, José Ferragut e Jaime Riutort. Foi diretor Espiritual desse primeiro Cursilho D. Juan Juliá. Assistiram ao primeiro Cursilho 14 jovens. O MCC contou nos seus inícios, de entre outros sacerdotes, com o entusiasmo D. Sebastián Gaya (autor da “Hora Apostólica e do “Guia do Peregrino) e com a aprovação eclesial de D. Juan Hervás, que a 1 de Março de 1947 chega a Maiorca como Bispo Diocesano, batizando estes encontros em 1953 como Cursilhos de Cristandade.

Nos Açores, o primeiro Cursilho na região foi de Homens e realizou-se em Angra do Heroísmo de 11 a 14 de Setembro de 1963, com 37 assistentes. O primeiro Cursilho de Senhoras teve lugar quase um ano depois, de 5 a 8 de Setembro de 1964 e realizou-se em Ponta Delgada com a participação de 47 novas Cursilhistas. Os Cursilhos expandiram-se na região e realizaram-se em vários locais. Só a ilha do Corvo nunca recebeu um Cursilho.

Fonte: Igreja Açores