Município de Ponta Delgada atribui Medalha de Mérito a John Correia

Município de Ponta Delgada atribui Medalha de Mérito a John Correia

21 Maio, 2019 0 Por Azores Today

Na Segunda-feira do Senhor Santo Cristo dos Milagres, Ponta Delgada vai prestar uma homenagem simbólica à diáspora açoriana.
Na sessão comemorativa do Feriado Municipal, agendada para as 17h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada vai proceder à entrega da Medalha de Mérito Municipal ao emigrante João Jacinto Faria Correia, natural da freguesia dos Arrifes, enquanto único emigrante português a ser eleito Senador, Vice-Presidente e Presidente Pro Tempore do Senado Estatual de Rhode Island, nos Estados Unidos da América, sob proposta da Comissão Municipal de Toponímia, Distinções Honoríficas e Património Cultural.
Na mesma sessão, vai ter lugar o lançamento do livro “John Correia – de aprendiz de canalizador a Presidente do Senado”, da autoria de José Andrade e com apresentação de João Bosco Mota Amaral, cuja venda reverte integralmente a favor da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada.
No texto de apresentação, João Bosco Mota Amaral refere tratar-se de um livro de “leitura obrigatória para quem se interessa em conhecer a saga dos emigrantes açorianos na América”. “Aqui está um livro que fazia falta: um trabalho de investigação biográfica sobre um emigrante açoriano, contando as peripécias da sua decisão de emigrar, as dificuldades da sua implantação em terras americanas, o grande e meritório esforço para as vencer e, por fim, a evocação do seu sucesso, prestigiando a sua Família e também os nossos Açores, sua terra de origem.”, acrescenta.
João Jacinto Faria Correia nasceu na freguesia açoriana dos Arrifes em 1939. Com 13 anos de idade, começou a trabalhar nos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Ponta Delgada, como aprendiz, mestre e encarregado.
Emigrou para os Estados Unidos da América em 1965. Como canalizador, trabalhou em bases navais e hospitais até criar a sua própria empresa comercial de canalizações e aquecimento.
Envolveu-se nas atividades cívicas da comunidade de acolhimento. Foi o primeiro diretor português e vice-presidente do East Providence Credit Union, cofundador e primeiro presidente da Casa dos Açores do Estado de Rhode Island.
Em 1983, conseguiu ser o primeiro e, ainda, o único emigrante português a ser eleito para o Senado de Rhode Island. Recandidato vencedor em mais quatro mandatos, chegou a vice-presidente e, finalmente, a Presidente Pro Tempore do próprio Senado, tornando-se assim a terceira autoridade política do Estado.
Durante 10 anos, aumentou o salário mínimo em Rhode Island, garantiu as contrapartidas norte-americanas para os Açores, defendeu a identidade portuguesa na Nova Inglaterra.

Capa livro senadorFonte: C. M. de Ponta Delgada