BE quer criar condições para que os projetos científicos gerem mais emprego qualificado na Região

A candidata do BE/Açores às eleições europeias defende que os projetos ligados à ciência e tecnologia existentes nos Açores têm que ser apoiados no sentido garantir mais emprego qualificado, e para garantir que o conhecimento e a riqueza produzidos ficam na Região, para que os Açores não sejam só utilizados como espaço físico para a implementação de infraestruturas que vão servir projetos científicos e tecnológicos que se desenvolvem longe do nosso território.
Após uma visita às instalações da Edisoft na estação da ESA em Santa Maria, a candidata do BE salientou que a existência de vários projetos ligados ao espaço nesta ilha provam que a posição dos Açores no centro do Atlântico confere à Região um potencial científico e tecnológico que poderá potenciar o desenvolvimento económico.
O Bloco de Esquerda sempre combateu a ideia de que a posição geoestratégica dos Açores só servia para a guerra, e estes projetos científicos demonstram que tínhamos razão.
Como o BE sempre defendeu, o projeto do Porto Espacial de Santa Maria será positivo para a ilha e para a Região, desde que, comprovadamente, cumpra as normas ambientais e de segurança, e contribua para a realização de investimentos na melhoria de vida dos habitantes de Santa Maria, nomeadamente as acessibilidades, a Saúde e a Educação.
Mas é preciso ir além disso. Os Açores não podem ser utilizados apenas como espaço físico para a implementação de infraestruturas que vão servir apenas projetos científicos e tecnológicos que se desenvolvem longe do arquipélago.
É preciso que haja investigação e produção de conhecimento, nos Açores, que permita criar emprego qualificado a partir destas infraestruturas.
Caso contrário, vai repetir-se o que está a acontecer com o nosso mar, que tem um enorme potencial científico e económico, mas que só poderá beneficiar os Açores se a investigação e a produção de conhecimento for feito pela Região.
Por isso o BE continua a defender a criação de um Centro Internacional de Investigação do Mar, nos Açores.
Ao impedir a criação, nos Açores, deste centro de investigação de dimensão internacional, o Governo da República, o Governo Regional e as instâncias europeias estão a fazer dos Açores um espaço de aluguer para infraestruturas tecnológicas, cujas mais valias e riqueza vão para o exterior da Região.

Fonte: BE Açores

Ver também

Bilhetes já à venda para o concerto “Só” de Jorge Palma a 8 de junho no Coliseu Micaelense

Os bilhetes para o concerto "Só" de Jorge Palma, que se realiza a 8 de junho às 21h30, no Coliseu Micaelense, já se encontram à venda, podendo ser adquiridos na bilheteira ou www.bol.pt. Os preços var..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *