Alexandra Manes  diz que “Votar no PS é eleger quem permitiu o fim das quotas leiteiras e a perda da gestão do nosso mar”

Alexandra Manes diz que “Votar no PS é eleger quem permitiu o fim das quotas leiteiras e a perda da gestão do nosso mar”

12 Maio, 2019 0 Por Azores Today

Alexandra Manes apela ao voto no Bloco de Esquerda para que sejam eleitos eurodeputados e eurodeputadas que “afrontem os grandes interesses” em Bruxelas. Votar no PS, PSD e CDS é eleger quem permitiu o fim das quotas leiteiras e a abertura do mar dos Açores às frotas internacionais, que provocaram as grandes dificuldades que estes sectores enfrentam.
A candidata do BE/Açores ao Parlamento Europeu lembra que as dificuldades por que passam hoje a pesca e a agricultura nos Açores são consequência direta de decisões políticas tomadas pela União Europeia, nomeadamente a abertura do nosso mar às grandes frotas internacionais e o fim das quotas leiteiras.
“Estes são dois exemplos cruciais da importância de Bruxelas no nosso dia-a-dia”, salientou Alexandra Manes.
Apesar de o candidato do PS defender no seu programa exceções para as regiões ultraperiféricas e a implementação de políticas específicas para apoiar a agricultura dos Açores, a candidata do BE aponta a incoerência e lembra que “quando o Bloco de Esquerda propôs, na Assembleia Legislativa dos Açores as derrogações para o nosso mar, André Bradford, combateu essa proposta, sendo que PS, PSD e CDS votaram contra, ficando assim pelo caminho a defesa dos Açores nesta área”.
Alexandra Manes salienta a importância da posição privilegiada dos Açores no Atlântico, considerando que este factor tem que ser utilizado a favor do desenvolvimento da Região, e aponta o aprofundamento do conhecimento sobre o mar como prioridade. Neste sentido, reiterou a importância de ser criado nos Açores um Centro Internacional de Investigação para as Ciências do Mar de carácter público, que permita que o conhecimento produzido nos Açores tenha benefícios para os Açores.
Sobre esta matéria, a candidata do BE acusa o PS de querer utilizar a posição geoestratégica do arquipélago para beneficiar os grandes interesses das empresas multinacionais nos recursos no nosso mar, e para servir o exército europeu, cuja criação é apoiada pelo PS.
“Temos assistido nos últimos meses ao anúncio de diversos projetos relacionados com o espaço a serem sediados nos Açores. Isto prova, o que desde sempre o BE defende: a nossa posição geoestratégica não serve só para a guerra! Tem que ser utilizada a favor do desenvolvimento dos Açores!”, disse Alexandra Manes, num almoço comício realizado hoje em São Miguel, com a presença de Catarina Martins e Marisa Matias.

Fonte: BE Açores