Rating Municipal Português. Vila Franca do Campo com a pior classificação dos Açores

Rating Municipal Português. Vila Franca do Campo com a pior classificação dos Açores

10 Maio, 2019 0 Por Azores Today


Rating Municipal Português. Vila Franca do Campo com a pior classificação dos Açores

Os vereadores do PSD na Câmara de Vila Franca do Campo consideram grave que o município seja considerado “o pior dos Açores”, conforme consta do “Rating Municipal Português” (RMP), uma avaliação, feita pela primeira vez, “com notas dadas a vários critérios, que não têm apenas a ver com a atividade autárquica”.

Avaliados os mais de 300 municípios portugueses, Vila Franca do Campo está no grupo dos menos sustentáveis, “o que reflete a atual gestão socialista na autarquia”, dizem Sabrina Furtado, Patrício Dias e Arnaldo Sousa.

O município de Vila Franca do Campo classificou-se na 295ª posição do RMT, sendo o 289º em governação, 240º na eficiência da câmara, 161 ao nível do desenvolvimento económico e social e 300º na sustentabilidade financeira.

Os vereadores do PSD recordam que têm “alertado e sugerido, em absolutamente todas as reuniões de câmara, que existem outros caminhos para o concelho”, sublinhado que Vila Franca do Campo “está estagnada”, criticam.

“Para os Vilafranquenses, que fazem as suas vidas em Vila Franca do Campo, nem era preciso haver um ranking para chegar a tais resultados”, sendo que “não há, da parte da câmara, um único programa de incentivo aos empresários locais, que sendo parceiros, são os únicos que podem criar postos de trabalho sustentáveis”, exemplificam.

Os autarcas social-democratas lembram igualmente que “o PS governa na Vila há quase 10 anos, mantendo uma atuação distante e praticamente inexistente ao nível do desenvolvimento económico e social sendo, em 10 anos, uma das únicas principais medidas de desenvolvimento económico, a opção de concessionar a empresa Atlântico Vila”.

No entanto, não deixam de destacar “a forma diligente como os trabalhadores da câmara prestam serviços à população, tentando fazer sempre o melhor que conseguem, com os recursos que são postos ao seu dispor”, afirmam.

Quanto à sustentabilidade financeira, “há um acordo de pagamento, e a dívida está a ser paga – como não podia deixar de ser -. Mas pagar dívidas não é uma ação heroica, é sim uma obrigação de quem é eleito e assume funções executivas autárquicas. Há outros concelhos em circunstâncias semelhantes, mas com outras prioridades de investimento de recursos disponíveis, que mesmo assim têm conseguido manter-se no mapa do desenvolvimento económico e social sustentável.”

Os vereadores do PSD concluem frisando que “as nossas prioridades para o concelho seriam outras e diferentes, conforme foi apresentado no nosso programa eleitoral”, concluindo-se que o PS “se esgotou em si próprio em Vila Franca do Campo, como nos diz um ranking completamente insuspeito e independente”.

Fonte: PSD Açores