UrbHorta. Dívida de quase 2 milhões de euros preocupa grupo municipal do PSD

UrbHorta. Dívida de quase 2 milhões de euros preocupa grupo municipal do PSD

9 Maio, 2019 0 Por Azores Today


UrbHorta. Dívida de quase 2 milhões de euros preocupa grupo municipal do PSD

O grupo municipal do PSD está “profundamente preocupado com a dívida bancária da UrbHorta e a dependência financeira daquela empresa municipal face às verbas recebidas do município”, conforme afirmou Susete Amaro, na última reunião da Assembleia Municipal da Horta.

A análise à situação da UrbHorta foi realizada com base nas contas consolidadas de 2018 do município e do relatório de gestão da empresa municipal.

Segundo Susete Amaro, “a avaliação realizada permite constatar que a UrbHorta deve quase dois milhões de euros à banca, mais precisamente 1 milhão 952 mil e 696 euros, de um empréstimo contraído para adquirir mais de quatro dezenas de lotes de terreno na zona industrial de Santa Bárbara, mas já só tem 5 lotes para vender, num valor aproximado de 200 mil euros”.

Outra das preocupações manifestadas pelo PSD prende-se com a elevada dependência da empresa face aos montantes concedidos pelo município.

No âmbito do contrato programa estabelecido anualmente, a Câmara da Horta subsidiou a empresa local com 270 mil euros, mas pagou mais 656 mil euros em contratos de prestação de serviços.

No total, entre subsídio de exploração e contratos de prestação de serviços, o município concedeu 926 mil euros à UrbHorta, “um valor que representa a esmagadora maioria dos proveitos, mais concretamente, 76% das receitas da empresa municipal”, adianta Susete Amaro.

Em sede de assembleia municipal, o grupo municipal do PSD apontou ainda os constrangimentos que se têm verificado no Centro Hípico, nomeadamente a degradação do edifício, o sobredimensionamento do número de animais e a progressiva perda de valor, bem como a diminuição acentuada do número de aulas, tendência que se verifica desde 2016.

Os social-democratas faialenses garantem, perante o cenário analisado, que estarão vigilantes à evolução da situação da UrbHorta, no sentido de garantir que os munícipes não são prejudicados com o pagamento dos custos da má gestão da empresa municipal por parte das administrações nomeadas pelas sucessivas câmaras socialistas.

Fonte: PSD Açores