Gerações

Os avanços da medicina têm permitido que grande parte da nossa população conheça, com alguma qualidade de vida, a realidade do envelhecimento.
Pertencer à terceira idade tem de ser um motivo de felicidade, pois quem lá chega não só tem a alma repleta de já ter vivido longos anos, como também a alegria de conhecer a sua descendência directa.
A convivência que se estabelece entre as várias gerações da mesma família possibilita dar a conhecer às mais novas modos de vida e prioridades de outros tempos, numa transmissão de valores e afectos que eleva a nossa forma de “ser e de estar” em sociedade.
Por isso, é fundamental promover a protecção que é devida aos nossos idosos, seja por meio de apoio directo às famílias que deles cuidam ou conferindo credibilidade às instituições que visam o seu acolhimento.
No caso dos idosos com algum grau de dependência, urge combater o tempo de espera das inerentes juntas médicas, de modo a agilizar a concessão das respectivas ajudas pela segurança social.
O respeito que o idoso exige não pode ser embrulhado em burocracias.

Pedro Nascimento Cabral

Ver também

Ouvidoria de Vila Franca reabre Igrejas mas deixa Ponta Garça encerrada

Missas numa das duas freguesias mais afetadas pelo COVID nos Açores estão suspensas até 31 de janeiro As igrejas das paróquias da Ribeira das Tainhas, São Miguel, São Pedro e Água d´Alto, na ouvidoria de Vila Franca do Campo, em São Miguel, vão retomar as celebrações este domingo mas em Ponta Garça todos os atos […] O conteúdo Ouvidoria de Vila Franca reabre Igrejas mas deixa Ponta Garça encerrada aparece primeiro em Igreja Açores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *