Campanha

A direcção política do PSD/A decidiu não fazer campanha nas próximas eleições para o Parlamento Europeu como protesto pelo oitavo lugar disponibilizado na lista nacional do partido. Perante o silêncio de José Bolieiro, Presidente do Congresso, de Joaquim Machado, Presidente dos TSD/A, bem como de Berta Cabral e de A. Ventura, deputados à A. República, é forçoso concluir que todos eles concordam com tal decisão, a qual, no nosso entender, constitui um grave erro político com nítido prejuízo para os Açores e descredibiliza fortemente o PSD/A. Para os Açores, porque a visão social democrata sobre a nossa posição na Europa fica arredada do debate político regional com os demais candidatos. A defesa real dos interesses dos Açores sobre os do PSD/A impunha a conciliação de um lugar na lista nacional. Para o PSD/A, porque se coloca numa posição totalmente absurda de, em maio, não apelar ao voto dos seus militantes no PSD, para, logo a seguir, nas eleições nacionais de outubro, pedir aos mesmos militantes uma enorme votação no mesmo PSD de Rui Rio.
Um caos…

Pedro Nascimento Cabral

Ver também

FOLAR da pascoa

Mais videos em Isabel Benevides    

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *