Novena dos Espinhos centrada nos 60 anos do Santuário do Senhor Santo Cristo e nas figuras impulsionadoras do culto

Novena dos Espinhos centrada nos 60 anos do Santuário do Senhor Santo Cristo e nas figuras impulsionadoras do culto

Mar 16, 2019 | Em destaque

Novenário começou esta quarta feira, dia 13, e termina no próximo dia 22

A história do Santuário do Senhor Santo Cristo, antes e depois da elevação a Santuário diocesano, há 60 anos; os seus impulsionadores em especial a devoção e o empenho de Madre Teresa da Anunciada na promoção e divulgação deste culto e as comunidades religiosas ali presentes são alguns dos temas que estão a orientar as pregações dos sacerdotes convidados pela Reitoria do Santuário micaelense para a Novena dos Espinhos, que decorre entre 13 e 22 de março.

A abertura da Novena foi feita pelo Cónego José Medeiros Constância, vice-reitor, e o encerramento será assegurado pelo reitor, Cónego Adriano Borges. Ambos centram a sua análise no próprio Santuário a partir de textos do magistério, nomeadamente o último documento do Papa Francisco sobre os Santuários, onde se sublinha a dimensão do acolhimento como sendo uma das missões mais importantes dos santuários.

Nos primeiros três dias da Novena, o Cónego José Medeiros Constância abordou a história do Santuário do Senhor Santo Cristo; hoje e amanhã será a vez do cónego Adriano Borges, reitor, abordar a questão dos modelos de santidade ao longo da história; segunda e terça feiras a pregação é assegurada pelo Pe. Hélio Soares, ouvidor das capelas, que falará sobre o Convento da Esperança e as comunidades religiosas que o têm servido e na quarta e quinta feiras será a vez do Padre Manuel Galvão, pároco da Matriz de Nossa Senhora da Estrela, na Ribeira Grande de onde era natural Madre Teresa da Anunciada abordar a questão da Santidade a partir da exortação do Santo Padre.

“Uma vez que estamos num contexto celebrativo” adiantou o Cónego Adriano Borges ao Igreja Açores, “optamos por nos centrar na temática do Santuário”. E, por isso, a figura de Madre Teresa da Anunciada, cujo processo de beatificação já foi anunciado, encontrando-se neste momento numa fase de investigação por parte da comissão histórica, ainda numa fase pré diocesana, “não poderia deixar de ser aflorado”.

A Novena dos Espinhos é uma das três festas que marcam o ritmo celebrativo no Santuário, juntamente com a festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres no quinto domingo a seguir à Páscoa e a festa do Cristo Rei, no último domingo antes do Advento.

A Novena dos Espinhos conta sempre com a participação de inúmeros fieis de toda a ilha de São Miguel.

No ano passado, pela primeira vez, foram convidados todos os ouvidores da ilha de São Miguel para abordar a exortação pós-sinodal do Papa Francisco, Amoris Laetitia.

Fonte: Igreja Açores

Ver também

Prece

Sentado num banco do Campo de São Francisco, o velho pescador, de pele enrugada pelos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *