Eh pá… A minha mulher tá ruim comigo e eu com ela… A gente…

Eh pá… A minha mulher tá ruim comigo e eu com ela… A gente nim se fala… Tudo porque eu disse a ela que se um dia morresse, queria ser cramado… Ela fecou danada, disse que cramar sai muito caro e que nã havia nacessedade… Eu disse: “Oh mulher! É um gosto que eu tanho”… Ui!!!… O que foi que eu disse!… Ela foi aos arames, começou a berrar comigo: “Tu és um inguista, só pansas em ti, no outro dia queria que me comprasses uma mala “Luis Veton de Paris” na feira de Cracavelos, fezeste um cholé teso e nã compraste, agora como é prós teus luxos já não olhas a gastos!”… Eh pá… Antes lhe tevesse comprado a maldita mala do “Luis Veton”…Bam… Intã chegamos a um intendemento pra comprarmos uma casinha no cemetére de S. Joaquim, mas nã tá fácele porque os Bancos nã tã a dar crédeto à habitaçã prós vivos quanto mais prós mortos!… Nim era pra comprar naquela zona cá im baixo, onde está Antero de Quintal e outras parsonalidades importantes, até porque aí os preços tã pela hora da morte… Era pra comprar na parte de cima… No bairro social, onde tam aquelas casinhas todas iguales feitas pela “Corparativa Bom Sucesso” Ali são a custos controlados e tam apoio do govarno… Bam… Há-de-se ir pansando assunto… Eh pá…Tamam nã há pressa…

Por José Maria Pacheco

6 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here