João Ormonde é o novo presidente da comissão política concelhia do PSD/Angra do Heroísmo. O antigo responsável pela Comissão de Trabalhadores da Base das Lajes tem como vice-presidentes da concelhia angrense Roberto Gaspar e Carlos Rosa.

O social-democrata quer dar sequência “ao novo rumo do PSD, moderado, apaziguado, mas ao mesmo tempo mais disciplinado e organizado para os combates eleitorais que se aproximam”.

“Queremos virar o partido para os militantes de base, promovendo uma militância mais ativa, mais crítica e envolvida com os propósitos do PSD”, adianta.

João Ormonde compromete-se a “apoiar e acompanhar os militantes eleitos para os órgãos autárquicos, incluindo aqueles que, não tendo ganho a junta, muito se esforçam nas assembleias de freguesia em prol das suas comunidades”, explica.

“Vamos organizar um dossier autárquico amplo, que inclua as freguesias, num conceito mais abrangente que o tradicional, em que prevalecem as questões ligadas à camara municipal ou aos espaços urbanos. As freguesias fazem igualmente parte do concelho e merecem toda a nossa atenção”, defende.

Para o novo responsável pelo PSD angrense, “o nosso concelho é muito mais do que a Praça Velha. Vai dos Altares a São Sebastião, e vamos colaborar institucionalmente dentro e fora do partido para dar voz à comunidade do concelho, de forma concertada e em completa sintonia com as suas legítimas aspirações e necessidades”, refere.

“É nossa vontade colaborar com os autarcas eleitos ou na oposição, visando o progresso local nas infraestruturas básicas, nos programas e iniciativas de ação social, e na promoção e acesso dos munícipes a atividades de natureza cultural, educativa, desportiva ou recreativa”, assume João Ormonde.

Outra preocupação assumida prende-se “com a pobreza oficial e dependente da caridade institucional. Assim como a pobreza real, que é bem maior que o indicado pelos números oficiais”, garante.

“Há um sufoco do poder, que tudo faz e tudo subsidia, não deixando espaço para a livre iniciativa, e isso aflige-nos”, sublinha João Ormonde, alertando para “as dependências que o mesma cria, e nas quais se sustenta”.

“Denunciaremos a coação do poder sobre os nossos jovens, para que se sintam livres de pensar e exprimir ou assumir as suas opções ideológicas, sem receio de serem preteridos no acesso ao emprego ou no apoio aos seus empreendimentos”, promete.

“Vamos demonstrar aos angrenses que merecem, e podem ter, mais e melhor do que a esgotada governação socialista. E estamos certos de que o PSD/Açores está neste momento apto a garantir novas políticas, que vão ao encontro daquilo que por direito nos é devido”, conclui.

Da lista recém-eleita fazem ainda parte Nídia Inácio, Rosália Pais, Cristina Rocha, João Maciel, Rodrigo Silva, Paula Brum, Lúcia Falcão, Odília Borges, Alice Rocha e César Medeiros. A assembleia concelhia é agora presidida por Ana Toste, e inclui igualmente Maurício Toledo, Ana Cardoso e Fernando Dias.

Fonte: PSD Açores

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here