Ao iniciarmos um novo ano, ocasião propícia para se reafirmar atingir objectivos não alcançados e estabelecer o propósito de ultrapassar outros desafios que se revelam fundamentais para o nosso desenvolvimento económico e social, importa sensibilizar quem legitimamente nos governa para cumprir a missão que lhe está confiada de melhorar a qualidade de vida dos açorianos.
Neste sentido, o Governo Regional tem de demonstrar que tem uma ideia para os Açores e uma estratégia para a concretizar. Não pode persistir numa governação confrangedora, que não tem um traço distintivo e que é feita de forma desarticulada, mais apta a reagir perante os problemas do que a trabalhar para os evitar.
O que os açorianos reclamam deste Executivo é que defina uma prioridade de actuação em determinadas áreas e que invista a sério na resolução dos seus problemas. Governar implica fazer opções e os Açores necessitam com urgência de um plano para o seu crescimento que não esteja dependente das conveniências da manutenção do poder por parte do partido socialista.

Pedro Nascimento Cabral

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here