O Partido Socialista tem um problema com os professores dos Açores. Há qualquer coisa de inexplicável na sua teimosia em querer massacrar uma profissão já de si profundamente desgastante, que ao nobre ofício de ensinar acumula diversas tarefas de índole administrativa relacionadas, entre outras, com processos de matrículas de alunos, com a elaboração de relatórios por todos os motivos e mais um e de participar em múltiplas reuniões.
A tudo isto soma-se o intenso trabalho que os professores realizam em casa inerente à preparação de aulas, correcção de testes e de outros elementos de avaliação, que obrigam ao respectivo isolamento, com evidente prejuízo na qualidade de vida pessoal e familiar.
Depois da guerra perdida contra a reposição do tempo de serviço da carreira docente, eis que o Partido Socialista volta à carga e faz aprovar no Parlamento Regional uma proposta que, em síntese, obriga os professores a dar aulas aos alunos “difíceis” que as solicitem na paragem do Natal e Páscoa.
Tudo revelador que “Quem se mete com o P.S. leva.”

Pedro Nascimento Cabral

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here