Jesus na Cidade 2018 “Porque é preciso abraçar”

Jesus na Cidade 2018 “Porque é preciso abraçar”

Dez 6, 2018 | Manchete

Pelo quinto ano consecutivo pastoral juvenil organiza ação em Dia das Montras na principal cidade açoriana

O Serviço Diocesano de Apoio à Pastoral Juvenil vai realizar a 8 de Dezembro, entre as 20h00 e as 22h30, mais uma edição do “Jesus na Cidade”, desta vez tendo como tema de fundo “Porque é preciso abraçar”.

Esta iniciativa, que já faz tradição junto dos jovens micaelenses, vem na linha do que os jovens propuseram e pediram no I Congresso Diocesano de Juventude, realizado em julho deste ano, em São Miguel, e sem perder de vista a proposta diocesana para este ano pastoral “Comunidade Evangelizada em Comunhão Missionária”.

“Com este `Jesus na Cidade´ pretende-se mobilizar os jovens e levá-los à rua testemunhando Jesus” informa uma nota do Serviço Diocesano, liderado pelo Pe. Norberto Brum.

De acordo com a nota, os organizadores querem colocar os jovens “ a falar abertamente da sua fé, do seu ser cristão e Igreja. Pretende-se que, desta forma, os jovens comuniquem a sua alegria e cativem outros jovens, criem interrogações e, sobretudo, sintam a necessidade de serem testemunhas de Jesus, sem medos ou qualquer tipo de receios.

“Em estilo jovem, e próprio dos jovens, “Jesus na Cidade” apresenta-se como uma oportunidade de “saída missionária”, ao encontro dos outros, onde estes estão, uma “saída” das estruturas ordinárias da Igreja e das Comunidades, saída em verdadeira missão de anúncio, de comunicar a alegria que nos vem de Jesus e do Evangelho” destaca ainda a nota.

“Pretende-se que os jovens comuniquem o seu ser Igreja nas suas próprias linguagens e gestos, com a verdade das suas vidas e com a sã irreverência que os caracteriza” refere.

Esta iniciativa, tal como nos anos passados, será desenvolvida nas Ruas da cidade de Ponta Delgada. Mantendo um pouco da estrutura habitual, onde não faltará animação, abraços, ostentação de cartazes com frases, testemunhos na primeira pessoa e diálogos com quem se encontrar na rua, este ano, para além de um espaço de adoração a Jesus Sacramentado, haverá, em determinados pontos da cidade, momentos de oração orientados pelos jovens que procurarão envolver quantos estejam por aqueles lugares.

“A alegria do Evangelho e do nosso ser Igreja de Jesus é que nos move e é esta alegria e esta Igreja que queremos comunicar e fazer chegar a todos. Queremos afirmar e dizer, em tempo de Natal, e no contexto de montras, consumismo, decorações, luzes e músicas, que a verdadeira alegria do Natal está em Jesus e é Jesus; Ele é o centro da nossa vida, e porque Ele nos faz felizes, queremos partilhar com todos esta alegria e felicidade”, conclui a nota enviada ao Igreja Açores.

Fonte: Igreja Açores

Ver também

Apoio energético solidário. Governo não esteve do lado das IPSS

A deputada do PSD/Açores, Catarina Chamacame Furtado, considerou que o PS “não reconhece a importância da missão das IPSS”, uma vez que chumbou “uma iniciativa como o apoio energético solidário, que visava promover o alívio financeiro destas instituições”, afirmou. “Ficou bem claro que a bancada (P..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *