CLÁSSICOS DE NATAL | Coliseu Micaelense Damos agora a conhecer o tenor Bruno Almeida…

CLÁSSICOS DE NATAL | Coliseu Micaelense Damos agora a conhecer o tenor Bruno Almeida…

6 de Dezembro, 2018 0 Por Azores Today


CLÁSSICOS DE NATAL | Coliseu Micaelense

Damos agora a conhecer o tenor Bruno Almeida que vai pisar o palco do Coliseu Micaelense, no dia 9 de dezembro, para mais um grande concerto de natal do grupo Coral de São José 🎄🥁
Os bilhetes têm um custo de 10 ou 12€, dependendo da zona da sala. Garanta o seu lugar na bilheteira do Coliseu Micaelense ou através do link: https://bol.pt/Comprar/Pesquisa?q=Coliseu+Micaelense+

BIOGRAFIA
Bruno Almeida nasceu em Lisboa. Realizou a sua formação em Canto com Filomena Amaro e Isabel Biu. Estreou-se no domínio da ópera em 2010, no papel de Federico da ópera As Taças de Hymineu, com o Sintra Estúdio de Ópera. Atuou pela primeira vez no Teatro Nacional de São Carlos em 2011, como 1.º Segurança, na estreia mundial da ópera Banksters, de Nuno Côrte-Real. Desde então, faz parte do Estúdio de Ópera deste teatro e desempenhou, entre outros, os papéis de Conde de Lerma (Don Carlos, Verdi), Triquet (Los Gavilanes, Guerrero), Gobin (La rondine, Puccini), Vivaldi (Sampiero, F. Migone), Charles Edward e Vendedor de cosméticos (Candide, Bernstein), Zefirino e Gelsomino (Il viaggio a Reims, Rossini), Flavio (Norma, Bellini). Outros papéis operáticos incluem El Remendado (Carmen Bizet) com a Orquestra do Norte, Bastien (Bastien und Bastienne, Mozart, em versão portuguesa), Gernando (L’isola disabitata, D. Perez) com a orquestra Divino Sospiro e Don Ottavio (Don Giovanni, Mozart, em Orvieto, Itália).
Em concerto cantou como solista, entre outras obras, Messiah de Händel, o Requiem de Mozart, a Fantasia Coral (op. 80) de Beethoven e a Missa Grande, de Marcos Portugal conjuntamente com Mattutino de’Morti, de David Perez, na sua estreia na Casa da Música.
Em 2013 actuou na Verdi 200 Gala, no Festival Junger Künstler, em Bayreuth. Em 2014, estreou-se no Festival “Dias da Música”, na cantata A Paz da Europa, de J. D. Bomtempo, e no Brighton Early Music Festival, com o ensemble L’avventura London, dirigido por Žak Ozmo. Em 2016 estreou-se na Temporada de Música de São Roque em Il Trionfo di Davidde de Bráz Francisco de Lima.
Actua frequentemente em recital. É membro fundador do Projecto Alba, dedicado à promoção do canto lírico e da guitarra portuguesa. Colabora com o Coro do Teatro Nacional de São Carlos e com o Coro Gulbenkian.

Fonte: Coliseu Micaelense