Filhos da Terra recebidos em Mouronho em festa e com casa cheia

Filhos da Terra recebidos em Mouronho em festa e com casa cheia

14 Novembro, 2018 0 Por Azores Today

Mais de 250 pessoas encheram a sala da Comissão de Melhoramentos de Mouronho, no passado dia 10 de Novembro de 2018, para celebrarem o 104º Aniversário da Tuna Moronhense, em que os Filhos da Terra, da Ribeira Chã, foram o grupo convidado para homenagear esta Tuna de Mouronho, concelho de Tábua, Coimbra.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A viagem dos Filhos da Terra iniciou-se por Lisboa, a 8 de Novembro, em que percorreram as principais artérias lisboetas, muito bem acompanhados por Amadeus Dinis da Fonseca e José Manuel Mendonça Lima. Foi uma oportunidade para conhecerem a Baixa Pombalina e a sua história, passando pelo Hard Rock Café, seguindo-se o Parque das Nações, com uma visita obrigatória ao Oceanário.

No dia seguinte, os Filhos da Terra visitaram o Santuário de Fátima, um local de grande espiritualidade, que permitiu conhecer os principais monumentos e a sua história.

No final deste mesmo dia, os Filhos da Terra chegaram ao Solar de Mouronho, da familia Botelho de Gusmão, onde foram recebidos pelos anfitriões, que acolheram a comitiva açoreana, na sua estadia em Mouronho, acompanhados pelos dirigentes da Tuna Mouronhense, Amílcar Martins, Rui Andrade, Patrícia Ferreira e Rafaela Neves.

Todos os membros dos Filhos da Terra assinaram o Livro de Honra, seguindo-se um Porto de Honra. Aguardava como surpresa inicial um azulejo que iria formalizar a sede simbólica dos Filhos da Terra num dos espaços nobres do Solar de Mouronho. Com este gesto simbólico, os Filhos da Terra passaram a fazer parte da história deste Solar secular e desta bonita terra que é Mouronho.

Foi oferecido pelos Filhos da Terra à família Botelho de Gusmão e ao Solar de Mouronho, uma Bandeira do Divino Espirito Santo, como agradecimento pela hospitalidade e também como ligação simbólica entre a Ribeira Chã e Mouronho. Esta Bandeira foi bordada manualmente por Goreti Pacheco, membro dos Filhos da Terra, respeitando com rigor a tradição do nosso artesanato religioso.

Nesta mesma noite foram recebidos pelos elementos da Tuna Mouronhense e pelo Presidente da Junta de Freguesia de Mouronho, António Gouveia, seguindo-se um ensaio geral, coordenado pelo maestro Tiago Mateus, em que participou também o musico e compositor Amadeu Dinis da Fonseca.

Durante a estadia no Solar de Mouronho houve um momento para a exposição da Bandeira do Divino Espirito Santo e oração na Capela, a que se juntaram alguns amigos locais, culminando com o Hino do Divino Espirito Santo. Seguiu-se a plantação de duas roseiras na entrada do referido Solar e a afixação do azulejo no espaço que servirá, daqui em diante, simbolicamente como sede dos Filhos da Terra.

A noite de 10 de Novembro foi de celebração do 104º Aniversário da Tuna Mouronhense. Esta iniciou-se com uma Sessão Solene, na Sede da Tuna, presidida pelo Presidente da Câmara Municipal de Tábua, Mário Loureiro, com a presença do Presidente da Junta de Freguesia de Mouronho, António Gouveia e vários outros autarcas do concelho de Tábua, em que também estiveram presentes muitos dirigentes de associações e organizações de Tábua, Arganil e Coimbra. Durante esta cerimónia os Filhos da Terra, assim como Amadeu Dinis da Fonseca, José Manuel Mendonça Lima e Paulo Domingos Botelho de Gusmão, foram convidados pelo presidente da Tuna Mouronhense, Amilcar Martins, a se juntarem à Mesa de Honra, neste momento solene e de exaltação cultural.

No salão da Comissão de Melhoramentos de Mouronho, perante uma plateia de mais de 250 pessoas, decorreu o jantar de aniversário, seguindo-se as atuações da Tuna aniversariante e dos Filhos da Terra, a que se juntou Amadeu Dinis da Fonseca na interpretação do “Tema de Ribeira Chã” de sua autoria. No encerramento das atuações conjuntas subiram a palco o Presidente da Tuna  e os Presidentes da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia para uma troca de lembranças. Os Filhos da Terra receberam várias lembranças de Tábua, Mouronho e da Tuna e ofereceram um prato comemorativa do aniversário, em loiça da Lagoa. Ficou o convite, por parte do presidente dos Filhos da Terra, José Pacheco, para que em Julho de 2019 a Tuna Mouronhense visitasse a Ribeira Chã e a ilha de São Miguel. Este convite foi prontamente aceite e deverá contar com os apoios da Câmara Municipal de Tábua e da Junta de Freguesia de Mouronho.

Antes do regresso a Lisboa, a comitiva açoreana passou por Coimbra com o acompanhamento e apoio do presidente da Junta de Freguesia de Mouronho, António Gouveia e do dirigente da Tuna Rui Andrade.

A viagem dos Filhos da Terra ao continente português terminou como começou, em Lisboa. Foi o momento de visitar alguns locais da Baixa Pombalina, assim como toda a zona histórica de Belém, antes do regresso à Ribeira Chã.

 

Fonte: Filhos da Terra