PSD acusa Governo Regional de negligenciar a Terceira

A deputada do PSD/Açores eleita pela Terceira, Mónica Seidi, reforçou que os social-democratas partilham “das mesmas preocupações expressas pelo Conselho de Ilha”, lamentando “todo o desinteresse e ação negligente do governo regional em relação à nossa ilha”, afirmou.

A parlamentar recorda a fiscalização da ação governativa exercida pelos deputados do PSD, “como ainda recentemente aconteceu, ao questionarmos o executivo sobre a situação da Zona Económica Especial (ZEE) na Praia da Vitória ou a criação do Azores Business Center”.

“Desde novembro de 2015 que o vice-presidente anuncia a intenção de criar a ZEE”, mas a verdade é que, “passados três anos, pouco ou nada de sabe sobre as razões dos sucessivos atrasos deste projeto para a Terceira”, critica.

“O que é feito do estudo de viabilidade, pago pela SDEA ao ISEG, que previu a fixação de mais de 100 empresas por ano na Praia da Vitória, criando cinco mil postos de trabalho em 10 anos?”, questiona.

Mónica Seidi lembra que, “em resposta a um requerimento apresentado pelo PSD sobre o assunto, o Governo Regional respondeu que decorrem auscultações formais e informais. Mas isso não chega, pois são precisas respostas concretas, que expliquem o que se está a passar e se o governo mantem ou não a intenção de avançar com a ZEE”, adianta.

Sobre a aquisição de uma segunda grua para o Porto da Praia da Vitória, mais uma vez “não há qualquer verba inscrita nesse sentido no PO2019. Mesmo se, desde dezembro de 2017, a Portos dos Açores vem manifestando publicamente a sua intenção em adquirir essa segunda grua”, refere a vice presidente da bancada social-democrata no parlamento.

Relativamente à certificação do Hospital do Santo Espírito da Ilha Terceira (HSEIT), Mónica Seidi lamenta que, “três anos após a publicação do despacho que determinava o início do processo com a Joint Comission International – que tinha um prazo de conclusão de 24 meses -, o nosso Hospital não esteja ainda certificado”.

“Apenas se sabe que o levantamento inicial – que desconhecemos a que se refere – está concluído, prevendo-se mais 2 anos até o término da certificação, acumulando-se assim um atraso de 3 anos em todo o processo”, asseguram.

“A medida constava como reivindicação do parecer do Conselho de Ilha referente ao PO2018, mas até agora não vimos qualquer tipo de ações concretas do executivo. Estamos a falar de Turismo de Saúde e da possibilidade da Região estar na linha da frente relativamente a essa matéria, pois tem a enorme vantagem da sua localização geográfica”, acrescenta.

Sobre o projeto do Cais de Cruzeiros, “uma proposta nossa, que acabou por ser assinada unanimemente por todos os partidos da Assembleia Regional, e que foi aprovada recentemente, esperamos que o executivo ainda inscreva alguma rubrica para que a obra avance o quanto antes”, disse.

No tocante ao transporte de carga aérea de e para o Continente, a deputada critica a falta “de um concurso que vá de encontro às obrigações de serviço público, o que está a prejudicar continuadamente os empresários terceirenses”.

Mónica Seidi confirma que o PSD “corrobora e defende a maioria das reivindicações, não compreendendo o atraso na realização de tantas intenções do Governo, uma realidade que se repete, ano após anos, para mal das gentes da Terceira”, concluiu.

Fonte: PSD Açores

Ver também

O Presidente da Câmara da Povoação, acompanhado do Vereador da Cultura, foi tomar o…

O Presidente da Câmara da Povoação, acompanhado do Vereador da Cultura, foi tomar o…

O Presidente da Câmara da Povoação, acompanhado do Vereador da Cultura, foi tomar o pequeno almoço com as crianças da pré da escola da Lomba do Botão, no âmbito do projeto "Clube do Pequeno Almoço" implementado pela Equipa da Saúde Escolar, cuja a autarquia povoacense é parceira. Recorde-se que o "Clube do Pequeno Almoço" é…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *