Oportunidade

Se num primeiro momento o Presidente do Governo Regional foi assertivo ao determinar a abertura de um inquérito relativo ao caso da “evacuação médica aérea”, contrariando a opção do Secretário da Saúde de ignorar convenientemente tal ocorrência, o certo é que a sua decisão política de manter o titular da referida pasta em funções governativas não se coaduna com os factos entretanto apurados no âmbito da investigação realizada.
Ao não exigir a demissão do responsável pela Saúde nos Açores, o Presidente do Executivo torna-se cúmplice de um episódio nada transparente aos olhos dos açorianos e deixa no ar que o seu único propósito é arrastar penosamente este Governo até ao final da legislatura.
Vasco Cordeiro perdeu, assim, uma oportunidade política sublime de remodelar alguns dos seus Secretários, para demonstrar ao Povo dos Açores que tem a liderança efectiva do Governo Regional e que a sua linha de actuação é definida pelo cumprimento integral de princípios ético-políticos absolutamente inabaláveis na prossecução do superior interesse público.

Pedro Nascimento Cabral

Ver também

Para trás do sol posto, se lá houver vagas

Por Carmo Rodeia Volto ao tema do covid. Este fim de semana, a ministra da Saúde, Marta Temido, e o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, cada um a seu tempo, admitiu, que todo o sistema de Saúde, incluindo SNS, setor social e privado e estruturas de retaguarda, está próximo do limite. O presidente […] O conteúdo Para trás do sol posto, se lá houver vagas aparece primeiro em Igreja Açores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *