Abstenção

O Estado de direito democrático convoca os cidadãos para o exercício do direito de voto nos diversos actos eleitorais com o objectivo de elegerem os seus representantes, que terão, assim, a responsabilidade de conduzir os destinos da sociedade onde se inserem, na procura do seu desenvolvimento económico, social e cultural.

Neste sentido, a participação dos cidadãos em cada acto eleitoral reveste-se de uma enorme importância, pois são eles que conferem absoluta legitimidade aos eleitos para exercerem a nobre missão de governar.

Tais considerações vêm a propósito do desinteresse que os cidadãos vêm manifestando pela política, como bem espelha a taxa de abstenção de 59,16 % verificada nas últimas eleições legislativas regionais, que originou uma profunda preocupação entre nós.

Nos próximos dois anos vamos passar por três actos eleitorais. Esperemos que o estudo sobre a abstenção eleitoral solicitado pela Assembleia Regional dos Açores seja divulgado atempadamente e que os cidadãos passem a votar de forma acentuada. A bem da democracia.

 

Pedro Nascimento Cabral

Ver também

DOMINGO III DO ADVENTO

DOMINGO III DO ADVENTO Dez 13, 2018 | Comentário às leituras bíblicas Pelo cónego Pe Ricardo Henriques.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *