A antropologia ao alcance de todos

A antropologia ao alcance de todos

10 Outubro, 2018 0 Por Azores Today

Encontro de antropólogos nos Açores, em março de 2019, cria oportunidades para novos pontos de vista sobre patrimônio, acervos culturais e, especialmente, o turismo

Em 2017, perto de 870 mil turistas brasileiros visitaram Portugal. Em relação ao ano anterior, o aumento foi de 39%. Os dados são do Instituto Nacional de Estatística de Portugal (INE). Mas os brasileiros são somente os quintos colocados entre os estrangeiros que visitam o país. Em primeiro lugar, vem o Reino Unido (2 milhões de turistas) e, em segundo, a Espanha, (1,7 milhão de visitantes, no mesmo período). Portugal tem apenas 10,5 milhões de habitantes. Os números atestam que em 2017 o país recebeu 12,6 milhões de turistas estrangeiros; é como se o destino de Portugal fosse tornar-se-outro imenso Portugal, dentro do Portugal que há., O fenômeno, portanto, deixa de ter relevância só e somente estatística ou econômica, industrial, (falam-se de “indústria do turismo”) para ganhar relevância histórica e antropológica.

Os destinos

Além de Lisboa e Algarves, um dos destinos mais procurados por brasileiros e espanhóis, por exemplo, são os Açores.

Não por coincidência, entre os dias 12,13,14 e 15 de março de 2019, ali acontecerá o XXIV Congresso Internacional de Antropologia de Ibero-América, que tem entre as suas linhas temáticas o turismo (os outros temas são os museus e o patrimônio).

O evento é organizado por várias instituições científicas, como universidades, sociedades de antropologia, institutos, grupos de trabalho e outras entidades de pós-graduação acadêmica do Brasil, de Portugal e da Espanha.

“Ponta Delgada é uma escolha estratégica. Os Açores é exemplo dessa riqueza (natural, cultural, material e imaterial) para o debate sobre esses assuntos, tão atuais como o patrimônio, os museus. Quanto ao turismo, o assunto está sempre na pauta”, diz o antropólogo Angel Espina Barrio, da Universidade de Salamanca, que criou, há vinte anos, com a comunidade científica, esses congressos internacionais de antropologia. “Os temas obedecem às urgências contemporâneas. E a antropologia se insere cada vez organicamente na vida dos povos. Por exemplo, o turismo relacionado à cultura e ao desenvolvimento foi um dos temas abordados há pouco mais dez anos nos nossos congressos, em 2007, nas primeiras ondas daquela terrível crise econômica. Outro exemplo? O ecoturismo e a educação, como desafios de um mundo globalizado, foram temas recentes, em 2015, quando o congresso acorreu em  Santa Catarina, no Brasil”.

“Agora”, explica ainda Espina Barrio, “estamos diante de novos desafios. A forma como as pessoas recebem e são recebidas noutros países se alterou, o indivíduo se alterou, há um elemento antropológico (e político) novo aí, e ele transcende o número ou dado social-econômico”, completa o professor-doutor, que também representa a Sociedade Espanhola de Antropologia Aplicada (ESP). Ele e seus colegas professores-doutores da Universidade dos Açores (Rui de Sousa Martins) e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, (Luiz Nilton Corrêa), assinam a direção do encontro em Ponta Delgada.

A região da Ponta Delgada

Ponta Delgada fica na Ilha de São Miguel, uma das nove ilhas do Arquipélago dos Açores, com população de 68 mil habitantes, segundo dados do censo de 2011. A duas horas de voo do continente, Ponta Delgada á afamada por seus patrimônios culturais (museus, igrejas e jardins); imateriais, como as romarias religiosas, em épocas de quaresma, e também pela preservação do patrimônio natural: na ilha vulcânica pode-se visitar lagoas, reservas florestais, recreios, grutas, pouquíssimo explorados, graças à posição geográfica da ilha em relação à distância (benéfica) do continente.

 

Nenhum assunto é tabu

O XXIV Congresso abordará assuntos bem polêmicos desde a exploração do turismo religioso, com relações (ou não) com o exótico “turismo de cemitérios”, aos turismos gastronômico e sexual, tudo isso ligado a visões multidisciplinares, multifocais, dos problemas do homem contemporâneo na Europa e nas américas. A antropologia do Novo Homem, o de sempre.

 

Inscrições, já

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas de imediato pelo site do congresso (https://www.ihgsc.org/ciai2019), na aba https://www.ihgsc.org/cciai2019inscricao, tanto para palestrantes quanto para assistentes. No endereço, os interessados poderão também conhecer mais da programação e dos convidados para essa 24ª. edição do congresso. Basta acessar.

 

Serviço:

O quê:

XXIV Congresso Internacional de Antropologia de Ibero-América

Quando:

Dias 12,13,14 e 15 de março de 2019

Onde:

Ponta Delgada, nos Açores, em Portugal.

Para quem:

Para pesquisadores, estudantes e profissionais do turismo, patrimônio e museus, e a comunidade acadêmica e não-acadêmica, em geral.

Maiores informações e inscrições:

https://www.ihgsc.org/ciai2019