E PORQUE HOJE É O DIA MUNDIAL DA MÚSICA

Por José Pacheco

A 1 de Outubro comemora-se o Dia Mundial da Musica.  Esta actividade artística é encontrada em todas as culturas, da mais primária à mais avançada, ao longo de toda a existência da espécie humana.

Alguns de nós exercem-na de diferentes formas, outros ficam no papel de expectadores a usufruir da arte e sabedoria que atravessa gerações, ou até de novas formas de expressão artística, que nos trazem novas sonoridades.

A Música é das artes que mais agrega uma sociedade, que mais une as pessoas, nas suas mais diferentes formas e expressões. A Música é daquelas linguagens universais que todos entendemos sem a necessária tradução. Pela música podemos parar uma guerra, mas pela musica nunca nenhuma começou.

Aqui pelos nossos lados, é um prazer imenso estar no meio dela, fazer parte deste imenso oceano cultural, onde obtemos grande satisfação, onde satisfizemos os outros. É também um ponto de encontro de amigos, gerações, gostos e feitios. É uma aliança sem igual.

A Música é também uma terapia e uma estratégia que nos desvia de dependências, vícios e maleitas muito próprias da sociedade. É uma grande escola de respeito, compromisso, disciplina, exercício mental e até de coordenação física, tanto para mais novos como mais velhos.

Certamente que muitos já perceberam o poder da Musica e caíram facilmente na tentação de a usar como instrumento de manipulação social e politica, mesmo que estejam muito distantes de a compreender. Usam e usaram, ao longo dos tempos, como distracção de muitos e reais problemas sociais, de caminhos duvidosos, mas certamente que não serão aqui culpados os músicos, e, muito menos, a Música.

Quem não respeita a Música e os seus principais agentes não respeita a sua cultura, as suas gentes, não respeita a sua terra e o seu viver.

Vamos todos comemorar a música com o respeito que ela merece!

José Pacheco in Azores Today

Ver também

Bispo de Angra apela aos cristãos para cumprirem as regras ditadas pelas autoridades de saúde

D. João Lavrador `delega´ nos ouvidores e nos padres a decisão de manter celebrações em função de cada realidade particular A Conferência Episcopal Portuguesa emitiu esta semana uma orientação no sentido de se acatarem as regras ditadas pela autoridade de saúde nacional e deixou um apelo para que as celebrações religiosas com fieis mantenham todas […] O conteúdo Bispo de Angra apela aos cristãos para cumprirem as regras ditadas pelas autoridades de saúde aparece primeiro em Igreja Açores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *