ùltimas Notícias

Paulo Estêvão acusa presidente do parlamento de censura (Som)

O deputado não foi autorizado a usar a palavra “paneleirão” no plenário quando pretendia apresentar um voto de protesto por um alegado comportamento xenófobo do presidente da câmara Municipal das Lajes do Pico, Roberto Silva.

Por isso Paulo Estêvão não participou nos trabalhos parlamentares, em sinal de protesto.
 
O deputado do PPM acusa a presidente da assembleia, Ana Luís, de se portar como uma provedora, uma espécie de “diácono remédios”.
 
Com este voto, o dirigente monárquico pretendia censurar o comportamento do autarca das Lajes do Pico que, num mail involuntariamente dirigido a Terry Costa, teceu comentários sobre a orientação sexual deste conhecido animador cultural.
 
Antena 1 Açores

Fonte: RTP Açores

Ver também

2ª feira da semana santa

2ª feira da semana santa Abr 6, 2020 | Campanha da quaresma 2020