A vergonha da pedofilia na igreja católica

A vergonha da pedofilia na igreja católica

2 de Setembro, 2018 Não Por Azores Today

Por José Pacheco

Enquanto católico envergonho-me de tudo que vou tendo conhecimento quanto aos abusos sexuais por parte de pessoas ligadas à igreja católica. Envergonho-me também dos silêncios de muitos católicos e pior ainda o tentar “empurrar o lixo para debaixo do tapete”. Também me envergonho quando vejo os supostos defensores dos pobres não abdicarem de certas e determinadas mordomias.

A minha Fé não se mistura nem se abala por aquilo que são as mais cruéis fraquezas da raça humana. As minhas convicções não diminuem nem um pouco pela vergonhosa prática de certos padres e outros agentes da religiosidade. Enquanto crente também não aceito que algumas pessoas tentam fazer disto um “auto de fé”, mas desta feita por aqueles que se dizem sem crença ou religião.

Afirmo e reafirmo que devem ser punidos severamente os autores de tais crimes, independentemente da crença, posição social ou estatuto. A justiça é igual para um homem do campo como é para um padre, que neste último caso agrava-se pelo facto de estes terem o dever de liderar espiritualmente comunidades e não se aproveitarem delas, seja de que forma for.

Num tempo em que se muda de lado da barricada com a maior das facilidades, eu aqui ficarei sempre do mesmo lado, porque o que me move é sempre superior aos mesquinhos interesses desta humanidade, quase sem rumo ou nexo. Para todos aqueles que tentam confundir a árvore com a floresta apenas lhes digo que a Fé dos homens é muito superior a qualquer agenda politica.

Eu não me envergonho de ser católico, envergonho-me sim de alguns de nós serem os vermes que são.

Haja saúde!