Festas do Senhor da Pedra em Vila Franca entre 22 e 30 de agosto

Festas do Senhor da Pedra em Vila Franca entre 22 e 30 de agosto

Ago 11, 2018 | Em destaque

Preside às festas o Vigário Episcopal de São Miguel e Santa Maria, Cónego Adriano Borges

Milhares de peregrinos são esperados na primeira capital da ilha de São Miguel entre 22 e 30 de agosto para a habitual festa do Senhor da Pedra, organizada pela Santa Casa da Misericórdia e que é uma das mais concorridas festas religiosas de verão na ilha de São Miguel.

Este ano o tríduo preparatório da festa, de 21 a 23, será pregado pelo Pe. Cipriano Pacheco e a festa é presidida pelo cónego Adriano Borges, Vigário Episcopal para São Miguel e Santa Maria.

Os dias principais da festa, 25 e 26 de agosto, contarão com a habitual homenagem ao Senhor Bom jesus da pedra (25 de agosto às 12h00); Procissão da Mudança da imagem (25 de agosto, 21h00); Missa da Festa (dia 26, 11h30) e Procissão (26 de agosto, 18h00).

Trata-se de uma festa que extravasa o âmbito concelhio e chama a Vila Franca inúmeros cristãos, inclusive da diáspora.

Não é fácil precisar em que altura começou este culto e estas festas. Sobre a imagem há uma lenda que diz que deu à costa, dentro de uma caixa de madeira, na praia do Corpo Santo, em data desconhecida. As duas imagens – a primitiva e a actual – representam a imagem do “Ecce Homo”, o Cristo coroado de espinhos, sentado numa pedra.

As festas em honra do Senhor Bom Jesus da Pedra estão, desde sempre, a cargo da Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca do Campo e realizam-se no último domingo de Agosto de cada ano, pelo menos desde 1903, data da autorização do Papa Leão XIII para que estas festividades fossem reconhecidas.

“O Santo Padre o Papa Leão XIII, atendendo às humildes suplicas, concede o privilégio, a partir do dia de hoje, de se poder celebrar, com pompa sagrada exterior, no Domingo, a Festa de Nosso Senhor Jesus Cristo, Coroado de Espinhos, como vem no apêndice do Missal Romano, na sexta-feira depois das Cinzas”, lê-se no documento da Sagrada Congregação dos Ritos.

A Misericórdia da Vila, como é conhecida, é uma das mais antigas da diocese de Angra, datando de 1551 ou 1552, altura em que se deu a fundação da Confraria da Misericórdia que haveria de incorporar todos os bens e obrigações da primitiva confraria do Espírito Santo.

Foi também nessa época que a Misericórdia, depois de ter a funcionar o hospital, construiu a sua Capela, naquele que é o principal complexo arquitetónico de Vila Franca do Campo – igreja, hospital, consistório e farmácia – o coração da Santa Casa, onde se tratavam os doentes e se administrava a Irmandade.

Fonte: Igreja Açores

Ver também

Fonte: Município da Povoação