Palestra de António Carrelhas no Auditório do Centro Natália Correia

No próximo dia 21 de agosto pelas 18h30, vai realizar-se, no Auditório Municipal Natália Correia, na Fajã de Baixo, a palestra “Pedro Teixeira – conquistador da Amazónia 1637/1639 – resgate histórico 2014 /2015” de António Carrelhas.
António Pedro de Bacelar Carrelhas nasceu em Lisboa, Portugal, no ano de 1937. Reside em São Paulo desde 1977. É advogado e administrador empresarial. Trabalhou em Portugal e no Brasil, onde até 2003 foi diretor executivo do grupo financeiro português Espírito Santo.
Desde cedo, esteve ligado ao associativismo empresarial e foi o “delegado empregador” de Portugal junto à OIT – Organização Internacional do Trabalho, em Genebra, durante o conturbado período da Revolução dos Cravos, de 1974 a 1977.
No Brasil, abraçou com “espírito de missão” trabalhos ligados às comunidades luso-brasileiras e Câmaras do Comércio. Exerceu o cargo de presidente da Câmara Portuguesa de Comércio de São Paulo e da Federação de Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil, da qual foi fundador, reunindo, atualmente, 13 Câmaras. Foi, ainda, conselheiro do Governo Português para a internacionalização da economia e recebeu diversas condecorações concedidas pelos governos português e brasileiro.
Nas palavras do explorador e sertanista brasileiro Orlando Villa Boas, Carrelhas é um “pisa-mundo”.
Viajante e aventureiro, apaixonado pela natureza e pela História , tem-se dedicado a grandes viagens pelo continente sul americano e sobretudo, pelo Brasil profundo, dos sertões e da Região Amazónica.
Fruto dessas experiências tem vindo a proferir diversas palestras em Portugal e no Brasil e escreveu o livro “Cavalo Encilhado não passa duas vezes”, no qual narra suas experiências de vida e aventuras, incitando o leitor a viver seus sonhos e aproveitar as oportunidades da vida.
A partir de 2008, na sequência de algumas difíceis viagens pelo interior do Brasil, sertões do Nordeste e Amazonas, procurou descobrir e estudar figuras da história de Portugal que agiram, há séculos, naquelas regiões.
Assim, surgiu a figura de Pedro Teixeira, conquistador da Amazónia, 1637-1639, herói esquecido, cuja memória resolveu resgatar para Portugal e Brasil, através do projeto “Expedição Pedro Teixeira”.
Terminada a Expedição em Junho de 2015, e além da realização de Palestras no Brasil e em Portugal, António Carrelhas publicou, em 2017, o livro “Descida do Amazonas- Caminho de Pedro Teixeira”, apresentado na Sociedade de Geografia de Lisboa e na Fundação de Serralves no Porto.

 ail3562Fonte: C. M. de Ponta Delgada

Ver também

Afeto 55

Afeto 55 Out 21, 2018 | Afetos Clique aqui para aceder.