contador gratuito

Portugueses na lista de cineastas premiados no shorts@fringe

O festival internacional de artes, Azores Fringe, encerrou a sua sexta edição depois de apresentar 85 eventos públicos, mais de 40 eventos socio-culturais, em parceria com várias entidades nas ilhas, e acolheu mais de uma centena de artistas na região. A secção de filmes, shorts@fringe, apresentou 58 filmes dos quatro cantos do mundo e as audiências escolheram os seus favoritos.

TU por Hugo Pinto (Portugal) recebeu o Prémio Azores Fringe, atribuído pelos programadores do festival e que inclui uma viagem e estadia ao cineasta, até ao epicentro do Fringe, em 2019, para apresentar o seu corpo de trabalho numa sessão dedicada ao artista.

 

Os filmes escolhidos e premiados pelos participantes no festival recebem Prémio Audiência 2018. Os cineastas vão ser visitados pela mascote do festival, a Atlante, e tem entrada garantida do seu próximo filme para futura edição do festival. De entre os vencedores inclui-se filmes de animação que já têm garantia de voltar ao grande ecrã no festival AnimaPIX, a acontecer em dezembro.

 

Prémio shorts@fringe Audiência 2018 é atribuído aos filmes e cineastas: O Chapéu de Alexandra Allen (Portugal), Tailor de Calí dos Anjos (Brasil), The Myth of a Standing Ovation de Aaron Weinstein (EUA), Limbo de Gokce Erenmemisoglu (Turquia) e Deux Mains de Michael Barocas (França).

 

Shorts@fringe já está a aceitar novos filmes para futura programação, visite o site oficial www.azoresfringe.com