Festa de Nossa Senhora do Carmo celebrada em Angra

Festa de Nossa Senhora do Carmo celebrada em Angra

Jul 11, 2018 | Em destaque

Celebrações decorrem entre os dias 13 e 16 de julho na Sé

A Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo promove no próximo dia 16 de julho a tradicional Festa da sua Padroeira que este ano volta a ser celebrada na Sé de Angra por continuar encerrada para obras de conservação e restauro a Igreja de Santo Inácio de Loiola, mais conhecida por Igreja do Colégio de Angra, informa uma nota enviada ao Igreja Açores.

A Festa é precedida de um Tríduo preparatório, nos dias 13 14 e 15 de julho, com a recitação do terço, celebração da Missa e pregação pelo cónego Ricardo Henriques, Ouvidor de Angra, Pároco da Sé e Chantre do Cabido catedralício.

De acordo com o programa constante na nota, no dia 13 de Julho (sexta-feira) a recitação do terço terá início às 18:30 horas seguindo-se a celebração da Eucaristia pelas 19:00 horas.

No sábado e domingo, dias 14 e 15 de Julho, a recitação do terço será pelas 17:15 horas, seguindo-se a Missa pelas 18:00 horas, conforme o horário habitual da Catedral.

A Festa de Nossa Senhora do Carmo, na segunda-feira dia 16, terá início com o toque de alvorada pela Filarmónica Recreio dos Artistas, de que a Virgem Maria sob aquela invocação é Padroeira daquela colectividade, pelas 8:00 horas da manhã.

Nesse dia haverá confissões com início às 8:00 horas na Sé e Missa às 9:00 celebrada pelo Padre Vasco Parreira. Pelo meio-dia será celebrada a Solene Eucaristia da Festa presidida pelo Cónego Ricardo Henriques. A Procissão sairá da Catedral pelas 18:30 horas, presidida pelo Vigário Geral da Diocese, Cónego Hélder Fonseca Mendes, percorrendo a Carreira dos Cavalos, Rua da Rosa, Rua Recreio dos Artistas, Alto das Covas, Rua da Sé e recolhendo na Igreja da Sé. Depois de recolhida a Procissão haverá a Missa de encerramento da Festa presidida pelo Vigário Geral da Diocese.

De acordo com a nota enviada ao Igreja Açores a Ordem Terceira do Carmo “é de fundação muito antiga” na ilha Terceira e teve a sua primeira sede na Igreja da Misericórdia de Angra. Porém, “desavenças entre o Provedor da Misericórdia e o Ministro da Ordem Terceira levou a que os Terceiros Carmelitas se transferissem para a Igreja do Colégio” a 17 de Março de 1804, dado que a expulsão dos Jesuítas de Angra tinha tornado disponível aquele templo. Desde então a Igreja do Colégio ficou à guarda da Ordem Terceira do Carmo.

“Dada a demorada e prolongada obra de reabilitação e conservação da Igreja do Colégio, interrompida várias vezes, ainda este ano, e provavelmente nos próximos 2 ou 3 anos, não será possível voltar a celebrar a Festa de Nossa Senhora do Carmo naquele antigo templo dos Jesuítas de Angra”, refere ainda a nota.

As obras, que decorrem desde julho de 2016, são financiadas na íntegra pelo Orçamento Regional dos Açores.

Fonte: Igreja Açores