contador gratuito

Angra do Heroísmo: PSD exige defesa dos interesses da Terceira a governo e deputados do PS

Os deputados do PSD na Assembleia Municipal de Angra do Heroísmo exigiram hoje que o Governo Regional e os deputados regionais do PS eleitos pela Ilha Terceira “defendam os interesses da sua terra, no seguimento das posições unânimes que saíram daquela Assembleia, como também do Conselho de Ilha”.

Na reunião desta segunda feira, os social democratas elogiaram “os consensos” iniciados naquela mesma Assembleia Municipal que, há cerca de um mês, aprovou por unanimidade uma pronúncia de todas as forças partidárias sobre as necessidades mais urgentes do concelho e da própria Ilha Terceira, no que se refere a transportes, acessibilidades e infraestruturas de apoio à atividade económica.

As reivindicações foram também acolhidas e manifestadas pelo Conselho de Ilha, situação que “não pode deixar o Governo Regional, e os deputados da maioria que o suportam, indiferentes quanto às necessidades da nossa terra”, explicou o deputado Luís Brasil.

Em causa estão a construção de um cais de cruzeiros na Praia da Vitória, aproveitando o molhe dos americanos, a criação de uma plataforma logística também no Porto da Praia da Vitória, a construção do terminal de cargas da Base das Lajes, assim como investimentos no Porto das Pipas, nomeadamente a construção da rampa “ro-ro” e a requalificação do seu cais. Foi também reivindicada a melhoria das ligações da SATA e da Azores Airlines para com a Ilha Terceira, e ainda a reposição das ligações marítimas com o Porto das Pipas que eram feitas pela Linha Lilás”, dizem.

Os social democratas lamentaram que, face à posição de dois órgãos representativos da população terceirense, o presidente do Governo Regional “não tenha respondido, reagindo apenas com números e obras, e enunciado investimentos que não foram os mais felizes, como a obra da Biblioteca de Angra, que foi problemática, extrema dispendiosa e com uma derrapagem orçamental elevada”, referiu Luís Brasil.

“Há um conjunto de investimentos e de opções, adiadas há demasiado tempo, e que talvez nunca tenham avançado devido a diversas divisões políticas, pelo que, hoje, essa desculpa deixou de existir”, referiu o deputado municipal.

“As pronúncias da Assembleia Municipal e do Conselho de Ilha tiveram unanimidade, significando uma mensagem clara de que há investimentos na Ilha Terceira que não podem continuar a esperar, e que têm de ser executados com a máxima urgência”, concluiu o social democrata.

Fonte: PSD Açores