CRISTINA CALISTO REFERE QUE CASA DA ÁGUA NASCE DO ESFORÇO E PARCERIA DE ENTIDADES…

CRISTINA CALISTO REFERE QUE CASA DA ÁGUA NASCE DO ESFORÇO E PARCERIA DE ENTIDADES…


CRISTINA CALISTO REFERE QUE CASA DA ÁGUA NASCE DO ESFORÇO E PARCERIA DE ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS

“A iniciativa privada associou-se às entidades públicas e permitiu que o projeto tivesse hoje esta oportunidade de ser disponível à comunidade, se assim não fosse não estaríamos aqui. Este é o esforço que se revela necessário na nossa sociedade, se não formos assim, se não estivermos juntos, nestas iniciativas de progresso, de melhoramento, de desenvolvimento para o nosso concelho, há coisas que ficam pelo caminho e hoje, isto não aconteceu”, foram as palavras proferidas por Cristina Calisto, Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, aquando da inauguração, esta manhã, da Casa da Água, no lugar dos Remédios, em Santa Cruz.

O projeto da Casa da Água surge no âmbito do Orçamento Participativo Jovem – OPJ 2016, sendo que, o CALAG foi a entidade que elaborou o mesmo.

De relembrar que, a Casa da Água, é um antigo posto de leite desativado, que pertence à Bel, tendo sido cedido à autarquia lagoense, por forma a ser adaptado como estrutura de apoio às atividades de montanha e sensibilização ambiental. Desse modo, todos os interessados, poderão usufruir de informações sobre o património ambiental, rede de trilhos, um regime de aluguer, nomeadamente de GPS, bicicletas e capas de chuva, ou mesmo, de um espaço de descanso pré ou pós percurso, com WIFI gratuito.

Efetivamente, a Casa da Água irá permitir a promoção turística dos Remédios e de todo o concelho de Lagoa, com guias e identificação de lugares de interesse a visitar, mas também, em prol de um município saudável, os visitantes poderão alugar bicicletas e capacetes, cuja entrega poderá ser feita na Pousada de Juventude de Lagoa ou nas Piscinas Naturais de Lagoa, numa integração dos serviços municipais que a autarquia dispõe.

“Estamos no lugar dos Remédios e aqui será um lugar de paragem, aqui espera-se que quem vai realizar o trilho da Rota da Água, possa aqui parar antes ou depois do percurso. É aqui que é possível arranjar informações de natureza turística, de divulgação do nosso concelho, dos locais de interesse que o nosso concelho tem”, referiu a edil lagoense.

Por outro lado, em prol do consumo de água da torneira, uma zona pública de enchimento gratuito de água, está à disponibilidade dos visitantes. O objetivo da autarquia, passa pela promoção e consumo de água da torneira, em detrimento da água engarrafada, relevando a sua qualidade atestada pelo selo de qualidade 2017, atribuído à Câmara Municipal pela ERSARA, onde os parâmetros de avaliação da mesma, estão nos 100%.

Por forma a apoiar na previsão e análise das condições climatéricas da zona, o espaço está dotado de uma central meteorológica.

De referir que, a autarquia lagoense, conservou o nome, “Laticínios Loreto” na fachada do edifício, por ser uma referência e um marco histórico para a população dos Remédios, sendo que, a Casa da Água recebeu, os seus primeiros turistas, a Kari e o Eddie, logo de manhã.




Fonte: Câmara Municipal de Lagoa – Açores

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *