DISCURSO DA CERIMÓNIA DE ENTREGA DA CHAVE DE HONRA DO MUNICÍPIO AO ARCEBISPO D.…

DISCURSO DA CERIMÓNIA DE ENTREGA DA CHAVE DE HONRA DO MUNICÍPIO AO ARCEBISPO D.…

25 de Abril, 2018 0 Por Azores Today


DISCURSO DA CERIMÓNIA DE ENTREGA DA CHAVE DE HONRA DO MUNICÍPIO AO ARCEBISPO D. JOSÉ AVELINO BETTENCOURT E DE ENCERRAMENTO DA PEREGRINAÇÃO AO VATICANO DESIGNADA DE “DAS LAJES DO PICO AO VATICANO: UMA PEREGRINAÇÃO DE FÉ”

O dia 14 de março de 2018 ficará para sempre na história do Município das Lajes do Pico.

Na Praça de São Pedro, no Vaticano, em Roma, mais de 100 açorianos das seis freguesias do concelho das Lajes do Pico viveram momentos de fé, que tantos sentiram, de sonho, que tantos sonharam, de mistério, que tantos acolheram, de emoção, que tantos buscaram e de oração, que tantos rezaram. Foi todo um povo que abraçou o Papa Francisco naquele dia memorável.

Num dia lindo, num ambiente majestoso mas simples, em que se sentia Jesus em cada palavra do Santo Padre, em cada voz, em cada oração, em cada graça e em cada segundo, vivido com pasmo e encanto, no meio de milhares de peregrinos que falavam línguas impronunciáveis e incompreensíveis, a peregrinação ao Vaticano do povo do concelho das Lajes do Pico, teve, na Palavra do Papa Francisco, uma síntese mágica, intemporal, bondosa, fraterna e entusiasmante, uma luz e um olhar vindos de Deus que nos impelem, como ele diz, para a humildade, o serviço e o amor:

Disse o Santo Padre:
Saúdo os peregrinos de língua portuguesa, com menção particular aos fiéis das Lajes do Pico. Faço votos de que este encontro vos ajude a renovar nas vossas comunidades o compromisso de serdes instrumentos de misericórdia e paz, como nos inspira a oração do Pai-Nosso. Que Deus vos abençoe. (fim de citação)

No curto sopro da vida, naqueles momentos de intimidade com o Senhor, em que o tempo não foi contado, mesmo ao lado do Santo Padre Francisco, sorrimos com todo o coração, rezámos com toda a alma, fomos deveras felizes, com duas lágrimas que se desprenderam de tantos anos de rugas, de privações, de canseiras, de sal e de sacrifícios, de amor pela nossa terra, que nenhumas 30 moedas podem trocar por nada, porque esta foi também uma peregrinação de cidadania, de respeito pelos mais velhos, de dignificação do concelho das Lajes do Pico, de profundo significado para os que descansaram, naqueles breves momentos eternos, a sua vida no olhar do Papa Francisco.

Esta foi uma peregrinação ao cerne da espiritualidade católica, da fé em Deus, em Jesus e no Espírito Santo, e da palavra do Sucessor de Pedro, com os nossos pais e avós ali presentes, uma viagem irrepetível, inimaginável, inesperada, indescritível e que muitos pensaram ser impossível.
Esta foi uma peregrinação com momentos que ficam para a eternidade porque foi vida e foi amor, porque foi alegria e foi recompensa, porque foi perdão e foi paz, porque foi renovação e foi conversão, porque foi convívio e foi encontro, porque foi luz e foi sopro, porque foi doce e foi tremor, porque foi arrepio e foi carinho. Numa palavra foi uma peregrinação perfeita.

A participação de 88 idosos das seis freguesias do Município das Lajes do Pico, no dia 14 de março de 2018, na audiência do Santo Padre Francisco, na Praça de São Pedro na cidade do Vaticano, em Roma, Itália, em representação de todo o povo do Município, e o meu cumprimento ao Papa Francisco e do Vice-Presidente Walter Machado resultaram do empenho, da intercessão e do carinho do Chefe de Protocolo da Santa Sé, Sua Excelência Reverendíssima Arcebispo D. José Avelino Bettencourt, que foi inexcedível na programação da participação dos peregrinos das Lajes do Pico na audiência de Sua Santidade o Papa Francisco.

Não é demais referir que este extraordinário encontro do povo das Lajes do Pico com o Papa Francisco só foi possível realizar devido ao dedicado envolvimento do Arcebispo D. José Bettencourt, que acarinhou a iniciativa desde o primeiro momento em que a mesma lhe foi apresentada no dia 1 de agosto de 2017 na vila das Velas, na ilha de São Jorge, sendo evidente o profundo significado para o Município das Lajes do Pico deste abraço do seu Povo ao Papa Francisco que teve o amparo perfeito do Arcebispo Bettencourt.

A singular notoriedade e o excecional significado dos momentos profundos desta peregrinação à espiritualidade, à alma e à religiosidade cristã do povo do Município das Lajes do Pico, junto do Santo Padre Francisco, justificam a concessão da Chave de Honra do Município das Lajes do Pico a Vossa Excelência Reverendíssima o Arcebispo D. José Avelino Bettencourt e do respetivo diploma que refere o seguinte:

DIPLOMA
CHAVE DE HONRA DO MUNICÍPIO DAS LAJES DO PICO

A Câmara Municipal das Lajes do Pico deliberou, em reunião realizada a 12 de Abril de 2018, a concessão da distinção honorífica CHAVE DE HONRA DO MUNICÍPIO DE LAJES DO PICO, correspondente ao título de MUNÍCIPE HONORÁRIO DE LAJES DO PICO, a Sua Excelência Reverendíssima ARCEBISPO JOSÉ AVELINO BETTENCOURT, natural da ilha de São Jorge, Açores, Chefe de Protocolo da Santa Sé à data da audiência com Sua Santidade o Papa Francisco dos peregrinos que se deslocaram ao Vaticano integrados na peregrinação designada de “Das Lajes do Pico ao Vaticano: uma Peregrinação de Fé”, no dia 14 de março de 2018, entretanto ordenado Arcebispo e Núncio Apostólico para a Arménia e Geórgia, justificado o agraciamento pelo seu mérito absoluto no sucesso da realização da peregrinação que se consubstanciou num ato excecional prestado ao Concelho de onde advieram assinaláveis benefícios para o renome, prestígio e honra do Município das Lajes do Pico.

Em nome dos peregrinos, do Povo do Município das Lajes do Pico e da Câmara Municipal agradeço do fundo do coração ao Arcebispo D. José Avelino Bettencourt a graça que nos concedeu nesta peregrinação de fé ao encontro do Papa Francisco e desejo-lhe os maiores sucessos na sua nova missão ao serviço de Jesus Cristo.

Filarmónica Liberdade Lajense, 20 de abril de 2018

O Presidente da Câmara Municipal das Lajes do Pico,
Roberto Silva

Fonte: Município das Lajes do Pico