“As receitas conseguidas com a consignação do IRS têm sido uma ferramenta importante para…

“As receitas conseguidas com a consignação do IRS têm sido uma ferramenta importante para…

19 de Abril, 2018 0 Por Azores Today

“As receitas conseguidas com a consignação do IRS têm sido uma ferramenta importante para o trabalho das ONG e instituições humanitárias. A AMI volta a apostar nesta importante fonte de receitas, através de uma nova campanha de divulgação, que este ano reverterá, mais uma vez, para os projetos de luta contra a pobreza em Portugal.

Refira-se que a intervenção social da AMI não se cinge, de todo, ao apoio às necessidades mais básicas. Para se conseguirem efetivamente resultados que se traduzam na melhoria das situações de vida das pessoas que recorrem aos seus serviços, é necessário investir tempo, recursos, conhecer e procurar as respostas existentes, perceber que cada situação é única e respeitar o tempo dos beneficiários. Em 2016, a AMI apoiou 11.741 pessoas em Portugal.

E porque “Ajudar não paga imposto”, ao preencher a declaração anual, qualquer um pode – sem qualquer custo – consignar 0,5% do seu imposto à AMI, bastando para isso assinalar no campo 11 do modelo 3 a AMI como beneficiária, indicando o Número de Identificação de Pessoa Coletiva 502744910.

Também é possível prescindir do benefício de 15% do IVA suportado no abate à coleta do IRS.”

Campanha IRS – AMI

As receitas conseguidas com a consignação do IRS têm sido uma ferramenta importante para o trabalho das ONG e instituições humanitárias. A AMI volta a apostar nesta importante fonte de receitas, através de uma nova campanha de divulgação, que este ano reverterá, mais uma vez, para os proje…

Fonte: Municipio de Vila do Porto