CMH apoia Festival MUMA

CMH apoia Festival MUMA

“O facto do Festival MUMA ter vindo a crescer em qualidade, se assumir atualmente como um espetáculo diferenciador e inovador e disponibilizar música de qualidade aos faialenses, numa altura do ano em que o turismo ainda não está no seu exponente máximo, são motivos mais do que suficientes para que a Câmara Municipal da Horta apoie este certame e a sua organização”.

A informação foi avançada por José Leonardo Silva na sequência da assinatura do protocolo de cooperação financeira entre o Município da Horta e a Associação Música Vadia, no valor de 7000€.

O Presidente do Município destacou ainda a pertinência que este festival têm uma vez que “invade a cidade”, ou seja, decorre em vários locais, o que é inovador e traz mais valias a todos.

José Leonardo Silva considera que este é um festival que tem todas as condições para crescer e se tornar uma referência no panorama local, regional e mesmo nacional.

Outra componente que é fundamental para o Presidente da CMH é o facto de durante o MUMA só serem utilizados copos em material reciclável e de ter havido uma especial atenção para a gestão de resíduos do festival, o que revela a preocupação ambiental da organização.

A ilha do Faial vai ser palco, em maio, do espetáculo musical MUMA- Música em Maio, que contará com a presença de oito grupos da “nova música” que se faz em Portugal. Uma iniciativa, organizada pela Associação Música Vadia, com o apoio da Câmara Municipal da Horta, reúne no Faial nomes como You Can’t Win Charlie Brown, Filho da Mãe, Octapush, Julinho da Concertina, Stone Dead, DJ Quesadilla, Tigra e Yes Man, numa mistura de estilos e ritmos “para todos os gostos”.

Fonte: C. M. de Horta

Ver também

Terceira. Depósitos de resíduos agrícolas propagam praga de ratos

O PSD/Terceira alertou para o risco vigente nos depósitos de resíduos agrícolas junto aos postos de leite, “que têm funcionado como fator gerador da propagação de ratos, assim como elemento de poluição ambiental e até visual, um pouco por toda a ilha, tornando-se autênticas lixeiras a céu aberto”. ..