“Esperava que os jovens pudessem ser mais moderados mas eles foram arrojados e temos de estar à altura dos desafios”, diz responsável pela pastoral juvenil na diocese de Angra

“Esperava que os jovens pudessem ser mais moderados mas eles foram arrojados e temos de estar à altura dos desafios”, diz responsável pela pastoral juvenil na diocese de Angra

Abr 7, 2018 | Manchete

Pe. Norberto Brum é o entrevistado do programa Igreja Açores que vai para o ar este domingo

A oportunidade que o Papa Francisco deu aos jovens, “além de inédita é extraordinária” e eles responderam “desafiando-nos e desinstalando-nos” adianta o Pe. Norberto Brum, diretor do Serviço Diocesano da Pastoral Juvenil, em Angra.

Numa entrevista ao Igreja Açores, no fim de semana em que abriram as inscrições para o Congresso Diocesano da Juventude, que se realiza em São Miguel no final do mês de junho, o sacerdote analisa os documentos que servem de base ao Sínodo dos Bispos sobre os jovens, a fé e a igreja e sublinha o facto dos jovens quererem uma igreja próxima e inclusiva.

“Os jovens pedem uma igreja que tenha credibilidade, nova, que seja transparente e credível, capaz de viver este acompanhamento da estrada da vida dos homens” destaca o Pe. Norberto Brum.

“Esta igreja extrovertida lança um grande desafio à igreja ao qual temos de dar uma resposta positiva” adianta o sacerdote.

“Os jovens mostram o seu desacordo em relação a algumas questões, mas não deixam de requerer uma nova formação e novos desafios”, salienta ainda lembrando que ”eles querem uma igreja próxima e desafiam os católicos a irem ao encontro das pessoas. Pedem uma igreja virada para o exterior”.

Por outro lado, refere, “Eles não querem uma igreja moralista, mas sim da inclusão”.

“É um desafio desinstalador e provocatório este documento que agora foi elaborado já é um longo caminho e é quase uma exortação pós sinodal: é um desafio” conclui dizendo que este documento é muito diferente, “arrojado e com uma enorme sinceridade”.

“Fiquei surpreendido pela positiva; esperava que fossem mais moderados, mas foram arrojados e incisivos e não tiveram medo de dizer ao Papa, aos cardeais e aos bispos, o que pensam e o que querem da igreja”.

A entrevista do Pe. Norberto Brum vai para o ar este domingo depois do meio dia no programa Igreja Açores na Antena 1 Açores e no Rádio Clube de Angra.

Fonte: Igreja Açores

Ver também

Município de Angra apoia clubes e atletas do concelho

Município de Angra apoia clubes e atletas do concelho Decorreu no dia 18 de dezembro no salão nobre da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo a assinatura dos contratos programa de desenvolvimento desp..