A entusiasmante luta pela liderança do Azores Airlines Rallye sofreu uma nova reviravolta na segunda prova especial do rali FIA ERC, na manhã desta sexta-feira, após o segundo classificado, Ricardo Moura, sofrer um furo.

Moura, campeão açoriano de ralis por nove vezes, esteve envolvido numa luta acesa pelo primeiro lugar com o atual líder do rali, Alexey Lukyanuk, e com o líder do ERC Junior U28, Martin Koči, mas um furo a meio da passagem na especial Feteiras Meo de manhã fez com que perdesse 13s.

“Não senti nada de especial. Nós fizemos metade da especial com um furo na frente,” explicou Moura no final da especial.

“Íamos fazer um super tempo aqui. Estávamos a puxar pelo carro como o diabo. Com o furo, é muito o tempo [que perdemos].”

Apesar do furo, Moura conseguiu ser 0.9 segundos mais rápido nos restantes 7.46 km do que o seu rival mais próximo, Koči. Assim, consegue manter o segundo lugar na especial das Sete Cidades.

Fonte: Azores Airlines Rallye