Certificação do Leite dos Açores é urgente

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República, António Ventura, referiu hoje que os Açores “estão a perder oportunidades comerciais por atraso na certificação do leite da Região”.

O social democrata falava no âmbito da visita do Grupo do leite, do qual é também o coordenador, à LactAçores, em Vila Franca de Xira, onde salientou que “é um facto que os produtos certificados estão a ganhar internacionalização. E a prova disso está no Acordo de Livre Comércio entre a União Europeia (UE) e o Canadá, designado por CETA”.

“Neste Acordo, estão reconhecidos 140 produtos certificados europeus, entre os quais 19 são nacionais, incluindo o Queijo de São Jorge. O nosso leite podia e devia ser mais um desses produtos e, sem isso, estamos a perder oportunidades comerciais”, alertou.

António Ventura recordou que, em 2005, o PSD/Açores apresentou no Parlamento Regional “um Projeto de Resolução para a certificação de um conjunto de produtos açorianos, entre os quais o Leite dos Açores, uma iniciativa que mereceu a unanimidade de todos os partidos políticos”.

“Ora, volvidos 13 anos dessa deliberação do Parlamento o nosso leite ainda não possui uma qualificação comunitária. Infelizmente, estamos assim, parados no tempo”, lamentou o deputado.

“Todavia, há outras oportunidades a surgir, desde que façamos o nosso trabalho de casa a tempo e horas”, sugeriu António Ventura.

O social democrata defende que “interessa perceber que novos acordos multilaterais e bilaterais estão a ser negociados pela União Europeia, sendo que os produtos certificados (IGP, DOP e ETG) assumem especial posicionamento. Aliás, parecem até constituir o grupo de produtos agrícolas que começam a ser aceites por países terceiros ou blocos de países”.

“Atualmente”, referiu o parlamentar, “a UE negoceia com um vasto conjunto de países ou blocos de países, como sejam a Organização Mundial de Comércio (OMC), países ACP (África, Caribe e Pacifico), países Euromediterrâneos, países do Conselho de Cooperação do Golfo, Líbia, Ucrânia, India, países da Associação de Nações do Sudeste Asiático e MERCOSUL”, sublinhou.

“É verdade que não será possível assegurar de forma consistente os produtos qualificados em todos eles, mas há maior possibilidade de conquistar novos mercados e novos consumidores, por serem ainda um grupo restrito”, reforçou Ventura.

“Continuo a acreditar que uma das formas de sucesso para a nossa agricultura passa por valorizar a sua diferenciação”, diz o deputado.

“Os produtos tradicionais devem ser parte integrante de uma verdadeira política de desenvolvimento rural regional. Mas essa é, obviamente, uma opção política, para um modelo agrícola regional que deve assentar na pluralidade da produção de alimentos e na sua qualidade nutricional”, acrescenta.

O deputado do PSD/Açores insiste que a qualificação do Leite dos Açores “é uma medida que já deveria ter avançado. E apelo ao Governo Regional que não deixe para amanhã o que deve fazer hoje, iniciando urgentemente esse processo de certificação”, concluiu.

Fonte: PSD Açores

Ver também

Mudança na história

Fonte: RTP Açores